por Redação

Em entrevista ao Trip TV, atriz fala sobre sua preparação para o papel e relaciona a época em que Elis Regina viveu com o momento pelo qual o Brasil passa

Mesmo antes da estreia, a cinebiografia que conta a vida da cantora Elis Regina já vem despertando grande curiosidade. Em boa parte por conta da assombrosa caracterização de Andreia Horta como a cantora gaúcha.

Em entrevista ao Trip TV, a atriz fala sobre sua preparação para o papel e relaciona a época em que Elis viveu com o momento pelo qual o Brasil passa.

"O filme está muito atual e eu lamento, de certa maneira, porque deveria ser datado de 30 anos atrás. Infelizmente, por toda a questão política que estamos passando, não é."

ASSISTA AO VÍDEO

play

Vencedor de três Kikitos no Festival de Gramado (inclusive de Melhor Atriz para a intérprete de Elis), o longa resume a carreira e a vida pessoal da artista da sua chegada ao Rio de Janeiro ao fim da vida. A estreia está marcada para 24 de novembro.

"A gente sai da ditadura militar um país mais careta e a Elis não estava aí pra ver isso. Sorte a dela! Caretice é algo muito chato, né? Você pode levar a sua vida como quer desde que não afete a vida do outro. Acho que a gente tem uma onda bem forte se levantando, querendo impor de novo essas ideias."

matérias relacionadas