por Redação

Criado no Chile durante o regime de Pinochet, o escritor reflete sobre o momento de ascensão conservadora que vivemos e sobre os conflitos entre o individual e o político

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL: youtube.com/trip

 

Querido pela crítica e pelo público, Alejandro Zambra é internacionalmente reconhecido como um destaque da literatura atual. Criado no Chile durante o regime de Pinochet, viveu a liberdade da adolescência e a descoberta da escrita na rigidez da ditadura, mas não pode imaginar o que é ser censurado.

Em conversa com a Trip, ele fala sobre como lidamos com o passado, como isso se reflete no momento de ascensão conservadora que vivemos e sobre os conflitos entre o individual e o político: "'É muito fácil tornar-se cúmplice".

ASSISTA:

play

matérias relacionadas