apresentado por Nike

A dança das minas contra o machismo nas rodas urbanas

"A gente precisa mostrar nossa arte. Não se faz uma revolução dentro de casa.” Quem dá a letra é Aline Constantino, do coletivo B.Girls Articulando.

Ela e outras mulheres perceberam que o feminino soma - e muito - às danças urbanas como o breaking e hip hop e usam os movimentos da dança para vencer o machismo nas rodas urbanas. "O espaço público é a representatividade máxima do coletivo. Dançar na rua traz uma sensação de liberdade que não tem explicação”, acrescenta Isabelli Gonçalves.

Se liga:

play

Confira todos os vídeos da séria A Rua das Minas.

matérias relacionadas