por Clara Averbuck

Mulher que se diz sensitiva vai a programa de TV denunciar que gatos negros podem fazer mal

Mulher que se diz sensitiva vai a programa de TV denunciar que gatos negros podem fazer mal e pede que as pessoas evitem ter gatos dessa cor. Dona de dois gatos pretos, a escritora Clarah Averbuck ficou chocada com a questão

de Clarah Averbuck

Nós, amantes de gatos, estamos chocadas. Uma pessoa equivocada chamada Márcia Fernandes, que se diz sensitiva, mas na verdade é uma insensível, despejou uma quantidade absurda de baboseiras sobre gatos pretos no Pra Valer, programa vespertino apresentado por Claudete Troiano na Rede Bandeirantes. Aqui vai a transcrição do diálogo para que as nossas leitoras possam ter noção da falta de noção que foi ao ar.

MÁRCIA:
Existe um gato, cuidado! Atenção! Existe um gato negro preto do olho amarelo que é tremendamente usado pra magia negra. Todas as feiticeiras têm, as feiticeiras sabem do que eu estou falando, elas usam aquele gato preto do olho bem amarelo para fazer magia negra contra você.

CLAUDETE:
Mas e quem tem? Mesmo quem não é feiticeira, bruxa, não é nada, não faz nada de ruim, de mal, é ruim ter esse gato?

MÁRCIA:
Eu gostaria que não tivessem, é melhor que não tentam, é um gato preparado pra isso, ele veio ao mundo preparado pra isso.

Hein?

O meu gato Marcelo, antes conhecido como Jimi Hendrix, que não faz mal a uma mosca porque não tem coordenação motora, veio preparado pra isso no mundo? E a PJ, a Gatinha, que lambe os dedos dos pés das pessoas e dorme comigo? E os 200 gatos pretos da minha mãe? E a Cafeína, a gatinha da Nina Lemos, que é anã e fofa, veio preparada pra... “isso”?

Ah, CALABOCA, minha senhora. Vai lavar roupa no tanque, vai.

Quem quiser assinar a petição obrigando essa gente louca a se retratar, entra aqui.
Tem também uma comunidade no Orkut sobre o assunto.
Os gatos pretos agradecem. E todos os outros também. Ajude a manter o bom senso no planeta Terra. Pela atenção, obrigada.

matérias relacionadas