por Laura Pires

Na sociedade em que a gente vive e com os homens com quem a gente se relaciona, sexo fácil – casual, leve, respeitoso – pode ser a coisa mais difícil do mundo de conseguir

“Mulher consegue sexo com muito mais facilidade que homem”quem nunca ouviu essa frase? Trata-se de um senso comum, que homens adoram repetir, baseado em dois pressupostos. O primeiro é que homens sempre querem sexo, portanto basta uma mulher dizer sim. O segundo é que mulheres, desse modo, detêm o poder de escolha sobre haver ou não sexo, já que supostamente qualquer homem sempre vai querer transar.

Deve ser verdade que se uma mulher qualquer ficar meia hora na rua oferecendo sexo pra todo homem que encontrar ela terá muito mais chances de conseguir sexo do que se um homem fizer o mesmo. No entanto, isso simplesmente não existe na realidade. Afirmar que mulheres conseguem sexo mais facilmente só por causa desse exemplo desconsidera todo o contexto social em que vivemos – porque não, nós não vivemos em um vácuo social.

É bom esclarecer que esse texto tem como foco mulheres que se relacionam com homens. Embora essa sexualidade seja considerada norma, há uma série de questões envolvidas para uma mulher ao escolher transar com um homem,que fazem com que o sexo fácil se torne algo difícil. Isso não tem nada a ver com ter critérios ou ser exigente, mas simplesmente com ser tratada como ser humano e não correr perigo. 

LEIA TAMBÉM: Ginecologistas sinceras mandam a real sobre sexo, pílula, aborto, menopausa, machismo e pornografia

Para mulheres que se relacionam com homens, é difícil conseguir sexo fácil, porque tem:

1) Sociedade machista que vai julgar.

Historicamente, nesse mesmo senso comum, mulher só tem “permissão” pra ser objeto de desejo sexual, jamais agente. Significa que, quando queremos sexo casual, a sociedade nos julga de tudo que é jeito – algo que não acontece com homens, independente da quantidade ou frequência de sexo que fazem. Mulheres, se querem sexo fácil, precisam estar dispostas a arcar com as consequências sociais disso. Sexo fácil requer que a gente esteja em um nível de bem resolvida difícil de alcançar, principalmente dentro dessa sociedade machista que nos cobra e condena por tudo.

2) Homem machista que vai ser babaca.

Ser bem resolvida na sociedade machista não é o suficiente! Mesmo que você esteja disposta a encarar julgamentos dos outros, é muito frequente também ter que encarar julgamento do próprio homem em questão. Aí há dois desdobramentos. Tem o cara que quer o sexo fácil, mas vai perder o respeito por você assim que conseguir, pois aprendeu que mulher que se dá valor não transa com todo esse descompromisso. Logo, você perde o status de ser humano (com quem se pode namorar, ter uma amizade, sair pra comer, bater papo etc.) e passa a ser objeto sexual (serve apenas pra sexo). E tem o cara que aprendeu que mulher sempre quer relacionamento sério e, não importa o que você diga ou faça, vai achar que qualquer tipo de contato pós-sexo é sinal de envolvimento além do que ele gostaria de ter. O resultado acaba sendo o mesmo: uma relação de sexo casual sem afetividade, sem amizade, sem ser tratada como igual.

3) Perigos reais.

Ser bem resolvida na sociedade machista e aceitar driblar toda essa birutice no item 2 não é o suficiente! Enquanto, para um homem, transar com uma desconhecida não significa nada além de transar com uma desconhecida, para uma mulher, apenas ficar sozinha com um desconhecido já é um risco sério. Você pode de verdade acabar sendo assassinada, espancada, estuprada... Não conheço um homem que tenha medo de ficar sozinho com alguma mulher, mas conheço várias mulheres que avisam às amigas quando vão pela primeira vez pra casa de um cara.

A comparação entre mulher e homem que vão à rua oferecer sexo a quem passar é ridícula quando se considera a realidade na qual sexo entre homem e mulher se dá. E é somente nessa hipótese irreal e completamente desvinculada da realidade que a mulher de fato consegue sexo com mais facilidade. No dia a dia mesmo, na sociedade em que a gente vive e com os homens com quem a gente se relaciona, sexo fácil – casual, leve, respeitoso – pode ser a coisa mais difícil do mundo de conseguir.

Créditos

Imagem principal: Beatriz Leite

matérias relacionadas