Técnicas para dar
uma entrevista

por Maria Ribeiro

Em 2018, Maria Ribeiro arquitetou uma conversa entre Domingos Oliveira e Mallu Magalhães, fã do diretor, mas ganhou dele uma aula-protesto sobre entrevistas

No ano passado, fui à casa do Domingos levar a Mallu Magalhães pra conhecer ele. Ela era fã dele, ama Todas as Mulheres do Mundo (1966). Como aprendi com ele a transformar tudo em trabalho [Maria atuou em filmes do diretor e dirigiu um documentário sobre ele, Domingos, de 2010], inventei uma entrevista pra juntar os dois. Chegando na casa dele, fui recebida com o texto abaixo, uma aula-protesto a respeito de entrevistas. Tudo que eu encontro do Domingos dava um filme, uma peça ou uma noite num bar. Sabe quando uma pessoa chega e passa a ser parte de você?

1 - Saiba que você já perdeu. O entrevistador pensou o dia inteiro em como armar o buraco em que você vai cair.

2 - Sem falar que ninguém tem nada a dizer. É evidente que melhor seria não dizer nada. Nada nada nada nada nada. Nada.

3 - Reduzamo-nos então ao capítulo das filosofias úteis. Nos tempos de hoje, nem a filosofia pode se dar ao luxo de ser inútil.

4 - Já que tudo e todos o são. Conversar, por exemplo, em bares e botequins, em uma esquina, em frente ou atrás de câmeras, em geral, é chatíssimo. Temos de trazer de novo para as pautas as nobres técnicas da arte da conversação. Reaprender essa arte como se ainda fossemos (ah, que saudade) pessoas de séculos passados. Música, por favor. Pode ser Coreli, Scarlatti ou até um bom cantochão.  

5 - Só existe um modo de conversar utilmente com alguém. Só existe uma pergunta a fazer logo após sentar-se na mesa. “Companheiro, o que a vida te ensinou de mais importante desde a última vez em que nos encontramos?” Assim, na lata. “Companheiro, o que a vida te ensinou de mais importante desde a última vez em que nos encontramos?”

LEIA TAMBÉM: Em 2006, a Tpm entrevistou Domingos Oliveira, que morreu no último dia 23 de março 

6 - Me ensina que eu quero aprender.

7 - Sempre descobri a filosofia que me iria salvar a alma uma vez por mês. Ou duas. Depois encho o saco dela e encontro outra para não ficar de alma perdida. Deixo aqui apenas as duas últimas. Creiam que já é muito. A prova disso é que você vai achar que é uma frase como outra qualquer. Coisa estúpida. A verdade está sendo dita a cada momento em todos os lugares, o difícil não é dizê-la, é ouvi-la.

8 - Em nenhum lugar do universo está escrito que a vida tem sentido. Não tem. E não tem nenhuma obrigação de ter. Porém, enfrentar de cara limpa uma barbaridade dessas não é para qualquer um. Mas a vida não tem sentido.

9 - Absolutamente não tem. Quando adolescentes conversam sobre esse assunto exaltados sentados no chão, as bocas das calças apertadas, calça skinny, eu me afasto lentamente e vou ver se por acaso tem brigadeiro na mesa. De chocolate ou doce de leite.

10 - A melhor coisa que pode acontecer com um homem... é ele achar que a vida não tem sentido. Todas as frases ditas aqui, não importa seu valor, são livres de copyright.


Créditos

Imagem principal: Guga Melgar/Divulgação

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar