por Redação

O arquiteto premiado fala sobre trabalho, surf e como fez o parto de seus filhos em casa

Surfista, pescador e apaixonado por marcenaria, o arquiteto Carlos Motta começou a construir móveis com a madeira que o mar trazia até a areia. Em 1975 abriu seu primeiro ateliê, onde começou a fazer mobília usando matéria-prima e elementos que não agridem o meio-ambiente.

Formou-se arquiteto em 1976, para logo depois ir morar na Califórnia, onde ficou por um ano. Lá aperfeiçoou suas técnicas de marcenaria e construção. Nos anos 80, abriu sua sede na Vila Madalena, onde ainda está. Hoje conta com representantes em sete estados brasileiros e no exterior, em lugares como Nova York, Los Angeles e Holanda. Além de móveis, projeta casas ambientalmente amigáveis, que procuram usar os recursos naturais de maneira sustentável.

Pega ondas desde os anos 60 e constantemente viaja pelo mundo para surfar. É colaborador assíduo da Trip, quando o assunto é surf. Também assina o design do troféu do Prêmio Trip Transformadores.

No Trip FM de hoje, Carlos Motta conta sobre a paixão de trabalhar a madeira, a importância do surf e os desafios de desenhar um objeto tão simples como uma cadeira, de forma original.

matérias relacionadas