por Juliana Menz
Tpm #124

A apresentadora Titi Müller fala de sexo na TV, na vida e no cinema sem o menor pudor


De segunda a sexta, Titi Müller apresenta um programa de rádio pela manhã, na Jovem Pan, o Acesso MTV à tarde e, nas segundas à noite, comanda, com Didi, o MTV sem vergonha. Cansou? Ela não. A apresentadora também gosta de sexo todos os dias. Mas se engana quem pensa que o fato de ser desencanada sobre o assunto faz com que ela seja uma deusa na cama. “Por que uma mulher que fala sobre qualquer coisa sem tabu precisa ser a louca do anal giratório, fazer tripla penetração ou engolir até o talo?”, pergunta, com a mesma naturalidade com que pede um sanduíche de peito de peru e um suco de laranja com morango.

A gaúcha, que completa 26 anos este mês, assume que é desbocada há muito tempo e que, se hoje está na TV, é porque domina o ato de desmistificar o sexo. “Entrei na MTV em 2009 para falar disso”, conta. “Mulher fala muito sobre o assunto entre amigas, e eu nunca tive problemas para desenvolver o tema”, assume Titi, que fala de orgasmo, de homens, de preconceitos. Ela confessa estar receosa com o futuro do país, cada vez mais careta, na sua opinião.

Antes da TV, Titi era estilista de moda, mas acredita que foi um trabalho que teve na adolescência que ajudou na desinibição em frente às câmeras. “Dos 13 aos 19 anos eu fazia recreação em festa infantil, e foi quando aprendi a ser apresentadora de TV e a lidar com um público que facilmente muda de canal”, acredita.

Não para, não para
Irmã da atriz Tainá Müller, Titi também ensaia estrear nas telas de cinema. Em breve, estará no longa (ainda sem nome confirmado) dirigido por André Collazzi, em que interpreta uma mulher lésbica. Outra participação, dessa vez num documentário com cenas dramatizadas, confirma seus dons como “sexóloga de plantão”. O filme, de Julio Lelis, traz interpretações de 60 artistas, entre os quais estão, ao lado de Titi, as atrizes Marília Pêra e Regina Duarte. O longa é baseado no livro Histórias íntimas, de Mary Del Priore, e fala sobre o papel da sexualidade feminina desde o Brasil pré-colonial até os dias de hoje. Nele, Titi encena um depoimento de Ercília Nogueira Cobra, uma das primeiras feministas do país, na década de 20. “Ercília falava despudoradamente sobre sexo, me identifiquei demais com ela. Era uma época bastante revolucionária”, diz.

Para a Tpm, Titi convidou a companheira do Acesso MTV, MariMoon, para mostrar as 24 horas do seu dia. Fez um antiguia de sexo e ainda indicou as amigas Amnah Asad e Carol Andreis para a reportagem principal, e a modelo Kelly Barcellos para a seção Magazine.

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar