por Carol Ito
Tpm #173

O artista Ricardo O’Nascimento fala sobre tecnologia vestível e suas criações

Ricardo O'Nascimento é um artista que explora as fronteiras entre arte, tecnologia e sociedade. O brasileiro é fundador da POPKALAB, um estúdio de design com foco na tecnologia wearable, que fica na Holanda.

Ele acredita que, no futuro, as roupas vão assumir muitas das funções que existem no celular. “A grande sacada do wearable é justamente não depender da tela, isso vai libertar a gente de ficar vidrado em um dispositivo”, comenta. 

Ele esteve no Brasil, em novembro, participando do WeAr Brasil Festival e falou sobre algumas de suas criações.

 

Wearable Facade

Jaqueta que captura as cores e formas do ambiente através de microcâmeras e traduz em padrões na superfície de LED. As imagens podem ser projetadas em tempo real. “Eu queria uma obra que ficasse transitando em diferentes níveis”.

Coral Love Stories

Os pontos representam corais pelo mundo, que são monitorados por agências que fornecem dados. Quando um coral morre, o wearable perde a cor. “É um jeito de visualizar algo que está distante e criar uma conexão emocional”, explica Ricardo.

Cat Cushion

Almofada interativa que emite o ronronar de gatos quando é manuseada. É feita com sensores de pressão e alto-falantes. Além dos sons ela também vibra, o que é considerado um estímulo terapêutico. “Eu acho importante que minhas criações tenham um tom lúdico”.

Paparazzi Lover

O vestido, parceria com a holandesa Anbajsa Blanken, tem luzes acionadas por flashes de câmeras. É uma crítica à cultura baseada em celebridades.

Rambler

A cada passo esse tênis cria um post no Twitter através de um sensor de pressão conectado via bluetooth. Uma crítica divertida aos viciados em compartilhar a vida pessoal nas redes e aos disseminadores de fake news. “Isso faz parte de uma investigação sobre alternativas para criar conteúdo digital. Pode ser usado para o fake News e guerrilha marketing, por exemplo”.

LEIA TAMBÉM: Reportagem em quadrinhos sobre Movimento Maker: faça você mesmo

Créditos

Imagem principal: Divulgação

matérias relacionadas