por Redação
Tpm #166

Julia Ferrer não passa um fim de semana sem maquiar pelo menos uma amiga. Até noiva já passou pela mão da jornalista. Aqui, dicas de quem testou de tudo em si e nos outros

O maior erro estético. Há alguns anos fiz aquele jet bronze porque queria estar morena no meu aniversário. Péssima ideia. Fiquei laranja, meio Donald Trump.

Melhor comprinha de farmácia. O xampu seco da Batiste. Além de disfarçar a oleosidade da raiz do cabelo nos momentos de pressa, dá volume.

Produto de beleza caro que vale cada centavo. O Latisse, criado a partir de um colírio para glaucoma e que agora é indicado para o crescimento dos cílios e da sobrancelha. Custa R$ 180, mas salva a vida de quem tem alguma falha ou quer cílios de boneca.

Um produto que não precisa ser caro. Máscara de cílios. Na farmácia dá para encontrar várias opções baratinhas e tão eficientes quanto as luxuosas – palavra de quem não larga a Colossal (R$ 19,90), da Maybelline.

Não saio de casa sem. Corretivo. Tenho muita olheira e acho que vou assustar crianças na rua se não usar. Atualmente uso o Radiant Creamy, da Nars. 

Pra maquiar as amigas para festas não pode faltar. Cílios postiços. É fácil de aplicar e dá um efeito incrível. Além disso, muito iluminador para fazer elas brilharem! Amo o Cream Colour Base (R$ 96) na cor Frost, da M.A.C.

Pra lidar com as consequências de uma noite de bebedeira. O combo duas Neosaldinas, um Epocler e uma Coca-Cola é infalível. Passado o momento crítico, lavar bem o rosto para tirar o make e hidratar a pele. Gosto do sabonete Sébium (R$ 29,90), da Bioderma, e do hidratante Hydrating B5 (R$ 244), da Skinceuticals.

Faz bem pra beleza. Parar de olhar os pontos negativos e tentar focar naquilo que a gente tem de bom.

Pra me ofender basta. Me julgar fútil ou menos inteligente porque curto me arrumar. Livros e maquiagem podem perfeitamente coexistir.

Pra limpar o make no dia seguinte. Sou apaixonada pelo demaquilante Créaline, da Bioderma. Uso mesmo quando não passei maquiagem.

matérias relacionadas