por Autumn Sonnichsen
Tpm #174

Ela tem firmeza. Sabe viver dentro do próprio corpo e também criar, foder e chorar

Fui correr agora em Los Angeles, minha cidade natal. Fazia tempo que eu não fazia uma corrida assim, pelas longas e sinuosas estradas que sobem as colinas como se buscassem um último respiro. A paisagem da minha infância se abria na minha frente com as suas palmeiras, o gramado seco, o eucalipto, o asfalto... O zumbido silencioso de milhões de carros; mais longe, o mar, que é um pouco mais bravo e bem mais frio do que o Atlântico brasileiro, e a areia, um pouco mais fina e amarelada do que a do Rio de Janeiro.

Há também os surfistas e os salva-vidas de Baywatch. Lembro-me de quando eu era pequena e sonhava com as grandes mulheres da Califórnia, as mulheres bagunçadas e brilhantes dos livros e do cinema. O meu passado está aqui nesta cidade, e o meu presente, também. Meu coração está no Brasil, a onde ele pertence.

Aqui, aprendo sobre as mulheres dos meus sonhos, e a mulher que virei agora.

LEIA TAMBÉM: Todas as colunas de Autumn Sonnichsen

A mulher do futuro é composta de mil mulheres. É uma mulher de firmeza, que sabe viver dentro do próprio corpo, criar, foder e chorar e sabe também lutar por uma política e uma educação que nos encorajem a viver com nossa própria força. Dizem que não é possível ser honesto até que você consiga não ter mais medo das consequências.

A mulher do meu futuro é a Erica, pois ela é o meu passado, meu presente e meu sempre. É através da doçura dela que encontro a força voraz. Ela é a minha consequência, minha mais safada e mais poderosa.  

Créditos

Imagem principal: Autumn Sonnichsen

matérias relacionadas