Derrubando muros para construir pontes

"A minha história é uma história de exceção, então ela tem que fazer com que outras pessoas sofram menos para chegar lá, para mudar de vida”, diz Edu Lyra. “Ser bandido em um ambiente de pobreza extrema é, de fato, uma opção. Eu queria provar para o jovem da favela que há muitas outras, como ser empreendedor e transformar a vida das pessoas”. A maneira visionária de enxergar os problemas sociais da favela como oportunidades para as comunidades levaram o empreendedor social a fundar a rede Gerando Falcões, que atraiu investimentos de empresários como Jorge Paulo Lemann e Carlos Wizard.

Na pandemia, Edu Lyra se mobilizou para distribuir cestas básicas em dezenas de favelas com a campanha “Corona no Paredão, Fome Não”. “Todo esse problema colocou uma lente de aumento sobre os grandes dilemas da sociedade brasileira”, diz. “Para manter esse país de pé, todo mundo vai ter que fazer grandes sacrifícios”.

Patrocínio

Apoio