por Redação

Maior rapper do Brasil fala ainda sobre política, música, armas e machismo

Aos 46 anos, Mano Brown lança nesta sexta (9/12) seu primeiro disco solo, Boogie Naipe, com músicas sobre o amor. As 22 faixas contam com participações de nomes como Carlos Dafé e Leon Ware, ex-parceiro de Marvin Gaye, Quincy Jones e Michael Jackson.

VEJA TAMBÉM: Conversamos com Liniker sobre estereótipos, magia, rótulos e gêneros

Em conversa com o Trip TV, o rapper mais importante do Brasil faz um balanço de sua trajetória de 28 anos à frente do grupo Racionais MC's e fala sobre a fase gangsta da juventude. “A gente colocava os pacotes de dinheiro na mesa junto com as armas e tirava foto. Essa onda gangsta de hoje, de ostentar, a gente já fazia em 1993”, diz o rapper, que conta que andava armado e foi obrigado a atirar.

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE: youtube.com/revistatrip

ASSISTA AO VÍDEO:

play

Aos que estranham sua guinada para o romantismo, ele responde: “Sempre fui romântico, sempre acreditei em coisas impossíveis”. A entrevista completa você vai ler nas Páginas Negras da Trip deste mês, que chega logo mais às bancas.

matérias relacionadas