por Redação

O cineasta Marcos Prado fala sobre os desafios de dirigir um filme quando seu protagonista está preso em uma cadeia de segurança máxima na Ásia

Marco Archer Cardoso Moreira foi o primeiro brasileiro a ser executado por tráfico de drogas na Indonésia. Essa história foi contada no documentário Curumim, do produtor Marcos Prado, de Tropa de Elite.

Em entrevista ao Trip FM, ele fala sobre os desafios de dirigir um filme quando seu protagonista está preso em uma cadeia de segurança máxima na Ásia. Curumim morreu fuzilado em janeiro de 2015, após 12 anos num presídio de segurança máxima em uma ilha.

ASSISTA AO VÍDEO:

play

matérias relacionadas