por Redação

Na véspera do Women’s Music Event, Claudia Assef dá a letra de cinco mulheres que estão levando a música adiante

Na esteira do primeiro Women's Music Awards — premiação 100% dedicada às mulheres da música nacional, que rolou em novembro passado —, acontece neste fim de semana, em São Paulo, a segunda edição da conferência do WME, criada pela jornalista Claudia Assef e pela produtora Monique Dardenne.

São debates, workshops, shows e festas que vão reunir um time de 90 mulheres da música brasileira, com o objetivo de aumentar o protagonismo delas na cena — no ano passado, o evento atraiu mais de mil pessoas.

Neste ano, a rapper Karol Conka e a empresária Eliane Dias (nome à frente da produtora Boogie Naipe, responsável pela carreira dos Racionais MC's) participam de mesa sobre a relação entre o rap e o mainstream, Rafa Jazz faz workshop de beatmaking, Pitty fala sobre sua carreira e Alice Caymmi faz um dos vários shows do evento.

Para a Tpm, Claudia dá a letra de cinco mulheres que estão levando a música adiante, da música eletrônica à MPB, da Alemanha ao Brasil: 

Helena Hauff: "A DJ alemã tem ajudado o mundo a se voltar, mais uma vez, ao lado mais dark do electro. Seja em suas produções próprias, como o EP Have You Been There, Have You Seen It, seja em seus sets pelo mundo, Helena mostra aos seus pares jovenzinhos que o 'velhotes' EBM, acid house e industrial podem dar o toque certo na pista de dança, quando usados com sabedoria e elegância. Ela arrasa".
Ouça: https://soundcloud.com/helena-hauff

TOKiMONSTA: "A artista de Los Angeles, também conhecida como Jennifer Lee, surgiu para o mundo como parte da família Brainfeeder, selo do músico Flying Lotus, e já não é novidade pra quem está antenadx em novidades da música estranha. Desde 2014, tem seu próprio selo, Young Art Records, pelo qual tem lançado seus trabalhos mais recentes, como o fabuloso Lune Rouge, álbum do ano passado. Durante o processo de criação do disco, Jennifer esteve frente à frente com a própria morte, depois de fazer duas cirurgias complicadas no cérebro por conta de uma rara doença neurovascular, conhecida como Síndrome Moyamoya. Lune Rouge é uma ressurreição e você vai entender isso quando o escutar". 

Ouça: https://soundcloud.com/tokimonsta

LEIA TAMBÉM: Eliane Dias, musa, sócia e mãe dos dois filhos de Mano Brown, comanda a Boogie Naipe, produtora responsável pelo Racionais MC’s 

Laurel Halo: "A americana faz eletrônica retrô com uma tonelada de equipamentos analógicos. Depois de vê-la ao vivo, sua visão da música não será mais a mesma. Seu disco mais recente, Dust, foi um dos mais aplaudidos de 2017. A música é abstrata, muitas vezes dura, robótica e remete ao início da fabricação dos beats analógicos. Mas Laurel é a cara de 2018, com sua poderosa manufatura de batidas e melodias capazes de fazer a gente viajar pelas mais estranhas sensações". 

Ouça: https://soundcloud.com/laurelhalo

LEIA TAMBÉM: A expert em música eletrônica, Claudia Assef indica cinco DJs mulheres que marcaram a música eletrônica nacional  

 

Yaeji: "Americana de origem coreana, Yaeji traz uma suavidade pop à sua música dançante, ora cantada em inglês, ora na língua de seus pais. Às vezes, Yeji pode lembrar uma Madonna contemporânea, como no hit "Raingurl". Uma artista pra ficarmos de olho pelos próximos anos. Quem sabe não sai daqui a próxima grande estrela do pop?". 
Ouça: https://soundcloud.com/kraejiyaeji

Alice Caymmi: "Não é uma artista nova, claro, e você provavelmente já ouviu mil vezes seu novo disco, Alice. Mas acho importante registrar aqui que ela está fazendo um trabalho maravilhoso e fora da curva no pop brasileiro. Alice traz no álbum desde lamentos bluseiros como "Spiritual" até o som bate-cabelo que agrada nas boates gays, como a collab com Pabllo Vittar, "Eu Te Avisei". É tudo tão bom e pop, mas, acima de tudo, em nenhum momento parece forçação de barra da neta de Dorival Caymmi". 
Ouça: https://soundcloud.com/alice-caymmi

Vai lá:

Women's Music Event
Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000, Liberdade, São Paulo)
Sexta, 16 de março, a partir das 12h30 (credenciamento a partir das 11h)
Sábado, 17 de março, a partir das 14h30 (credenciamento a partir das 14h)
R$ 40
womensmusicevent.com.br

Créditos

Imagem principal: Daryan Dornelles/Divulgação

matérias relacionadas