por Marcos Candido

Nova foto-biografia do grupo de Santos apresenta retratos íntimas, mas também traz à tona as tretas nos bastidores que pairam até hoje sobre a banda

Um dos últimos projetos de Alexandre Magno "Chorão", líder do Charlie Brown Jr., foi um livro de fotografia com imagens de dentro do estúdio, alguns momentos introspectivos à beira-mar e turnês realizadas entre 2005 e 2012. Pensado em 2011, o livro Eu Estava Lá Também (Editora Realejo) foi lançado só agora, no dia 9 de abril, quatro anos após a morte do vocalista. As 350 fotos publicadas são como uma homenagem dos fãs à banda, embora escondam os conflitos trágicos e troca de acusações nos bastidores que até hoje pairam sobre o legado do grupo.

LEIA TAMBÉM: O luto de Graziela Gonçavels, ex-esposa de Chorão

Ao abrir o gigante volume (30x30 centímetros), é possível notar algumas dessas desavenças com a ausência de figuras importantes, como da esposa de Graziela Gonçalves, esposa de Chorão por cerca de duas décadas (eles estavam separados há três meses antes da morte do músico).

Outra lacuna é a do nome do fotógrafo Jerri Rossato Lima, que divide a autoria das imagens com Alexandre Abrão, filho de Chorão. Segundo Jerri, o livro impresso "não é o mesmo criado" pelo músico de Santos. O fotógrafo acusa os editores e os herdeiros de excluí-lo da seleção final, alterar o projeto gráfico e retirar Graziela. "As fotos  da companheira de Chorão por cerca de 20 anos, Graziela Gonçalves, que faziam parte do projeto original, foram excluídas do livro. A pessoa que inspirou diversas músicas escritas por Chorão [como o hit Proibida Pra Mim] foi excluída da sua própria história", diz Jerri. No projeto apresentado por Jerri à reportagem, a ex-esposa aparece ao lado do músico e há grafismos diferentes dos que foram lançados agora.

LEIA TAMBÉM: Biblioteca Trip de skateboard

O editor José Luiz Tahan defende que as imagens escolhidas estavam sobre a mesa da casa onde Chorão foi encontrado morto."Acredito que naquele momento ele desejou excluí-la [Graziela Gonçalves] do projeto", diz o editor. "Nós respeitamos essa decisão, até porque as esposas dos outros músicos também não foram incluídas no livro". Já para Alexandre, o formato de Jerri precisava de alterações que atendessem o "grau de exigência" esperado pelo pai. Ao não conter imagens na companhia da ex-esposa no último rascunho do livro deixado por Chorão, o filho argumenta que o pai é quem tomou a decisão de não incluí-la. 

Segundo o editor Tahan, desde 2012 a produção do livro havia sido interrompida "quase semanalmente" pelo próprio Chorão. "A cada ano o Chorão falava em finalizar o livro, que sofria diversas alterações", argumenta. Um dos motivos, ele explica, foi a volta de antigos membros à banda, como o guitarrista Marcão e o baixista Champignon.

LEIA TAMBÉM: Uma playlist em homenagem ao Chorão

Como se sabe hoje, o retorno dos originais foi turbulento. Em 2012, durante um show no Paraná, Chorão acusou o colega de retornar à banda por motivos financeiros e o baixista abandonou o palco. Meses depois, ambos apareceram em um vídeo constrangido de desculpas, publicado via YouTube. Meses de estrada se passaram quando, no dia 6 de março de 2013, Chorão foi encontrado morto no apartamento onde morava em São Paulo. Tentando dar continuidade aos projetos musicais enquanto enfrentava um divórcio e o luto, Champignon se matou em setembro do mesmo ano.

A responsabilidade pelo livro coube, então, aos herdeiros e aos profissionais escalados no início da produção, que decidiram continuar com a produção. Depois das disputas para decidir o rumo da obra, Jerri Rossato decidiu por retirar seu nome do livro - Eu Estava Lá Também é assinada apenas com "uma obra de Chorão" na capa. 

Mesmo com o fim ruidoso da banda acostumada a mensagens positivas, vida e obra do Charlie Brown Jr. seguem como referência para uma comunidade de seguidores por todo o país: Eu Estava Lá Também contou com o apoio dos fãs, que por meio de um crowdfunding ajudaram a financiar o livro com fotos que miram as lentes para o bom astral habitual do palco. Há imagens de Chorão abraçado com Pelé, viajando alegre ao lado dos colegas e do skate, esporte que foi uma de suas várias marcas. 

Confira fotos de Eu Estava Lá Também abaixo (Clique para ampliar):

Créditos

Imagem principal: Jerri Rossato Lima

matérias relacionadas