por Redação

Dois dias intensos e inesquecíveis para celebrar a condição feminina contemporânea

A Casa Tpm chega à quinta edição discutindo e celebrando a condição feminina contemporânea. O evento acontece nos dias 30 e 31 de julho e propõe reflexões para romper os clichês e os preconceitos que ainda persistem quando o foco é o feminino na sociedade brasileira.

LEIA A COBERTURA COMPLETA DA CASA TPM: SábadoDomingo

Serão encontros descontraídos e repletos de atrações para romper estereótipos femininos e discutir tabus e temas relacionados ao universo da mulher com leveza, profundidade e, claro, com criatividade e humor.

O evento, sujeito à lotação, acontece sempre a partir das 14h30 no Nacional Club, um tradicional casarão do bairro do Pacaembu, em São Paulo. A entrada é gratuita. As inscrições estão encerradas!

SÁBADO, 30/07

A programação de discussões, mesas de debates, palestras e shows tem início com a conversa Ser mulher em 2016, mudou alguma coisa? Está mais fácil ou mais difícil?, com a pesquisadora de filosofia política Djamila Ribeiro, a atriz Taís Araújo e a filósofa Viviane Mosé.

Em seguida, um time composto pela deputada Mara Gabrilli, a cineasta Tata Amaral e a cientista política Ilona Szabo debatem sobre A mulher na política.

Os estereótipos de beleza entram em cheque na conversa Sentir-se confortável com o próprio corpo, que acontece com Jéssica Ipolito, escritora e militante feminista, e as cantoras Tiê e Xênia França.

Você também vai poder assistir e interagir no tête-à-tête com o tema Mulher adora sexo, com a escritora Carol Teixeira, a redatora-chefe da Tpm, Lia Bock, e a atriz Nicole Puzzi.

Em um mural sobre A beleza construída, a maquiadora Vanessa Rozan, a dermatologista Cristina Abdalla e a modelo Michele Provensi falam sobre a relação entre os conceitos de beleza e as diferentes ferramentas empregadas na construção da imagem.

O flash speech de cinco minutos do dia será ocupado pela jornalista Daiana Garbin, que fala sobre seu sofrimento com distúrbios de imagem e sobre como transformou sua doença em uma missão.

A filósofa Márcia Tiburi, a escritora Antonia Pellegrino, e a cantora Fafá de Belém se encontram para discutir a cultura da Violência contra a mulher.

Encerrando o primeiro dia da Casa Tpm 2016, um show inédito vai reunir duas lendas da música brasileira pela primeira vez: Fafá de Belém e Maria Alcina, que vão interpretar músicas de Iron Maiden a Cássia Eller.

DOMINGO, 31/07

O dia começa em grande estilo com ninguém menos que a atriz e escritora Fernanda Torres encenando especialmente para a gente a premiada peça A casa dos budas ditosos, de João Ubaldo Ribeiro. No palco a atriz vive uma mulher baiana de 68 anos e narra as inúmeras experiências sexuais da personagem ao longo da vida.

Isabel Salgado, estrela do vôlei brasileiro, Maria Lúcia Homem, psicanalista, e a escritora Tati Bernadi, abrem os debates do dia com uma conversa sobre envelhecimento. 

A jornalista Helen Ramos, do canal Hell Mother, no YouTube, faz um flash speech de cinco minutos para desmistificar a maternidade. 

O mercado de trabalho e as mulheres de alta performance” dão o tom do debate entre Daniela Cachich, vice-presidente de marketing da Heineken Brasil, a arquiteta Carol Bueno, do escritório Triptyque, e Camila Fusco, diretora de empreendedorismo do Facebook para a América Latina.

No tête-à-tête Ser mulher negra em 2016. Mudou alguma coisa?, Adriana Couto comanda um papo entre Sueli Carneiro, diretora do Instituto da Mulher Negra, Juliana Alves, atriz, e Alexandra Loras, jornalista e consulesa da França em São Paulo, sobre a condição da mulher negra nos tempos atuais.

Questões de gênero serão discutidas na conversa entre Thammy Miranda, artista e empresário trans, e Maya Foigelpsicóloga e psicanalista, pesquisadora no IPUSP e criadora do portal de notícias Transexuaissp, e Sofia Favero, criadora da página Travesti Reflexiva e coordenadora do EducaTrans, projeto que visa estimular a entrada de travestis e trans no ensino superior.

Liniker encerra a quinta edição da Casa Tpm com um show que promete ser inesquecível. 

Vai lá: 30 e 31 de julho, a partir das 14h30 (sujeito à lotação). Nacional Club – Rua Angatuba, 703, Pacaembu, São Paulo, SP

IMPORTANTE: No domingo, dia 31/07, os convites para a assistir a peça A Casa dos Budas Ditosos, com Fernanda Torres, serão distribuídos por ordem de chegada às primeiras 250 pessoas. Após o início da sessão, não será permitido o acesso ao espetáculo. Abertura da casa as 13h. Início da peça: 13h30

VEJA TAMBÉM: A Casa Tpm 2015 foi demais!

Patrocínio

Copatrocínio

Apoio

matérias relacionadas