O Poeta pornográfico dos imóveis

Seu Durante entrou para o folclore vicentino com placas bem-humoradas de imobiliária

por Ciro Hamen em

Trip / Santos

Argemiro Durante teve uma ideia para fazer o seu negócio se destacar. Quatro anos atrás, o dono de imobiliária em São Vicente começou a escrever placas diferentes para atrair a atenção do público. O conteúdo - muitas vezes picante - das lousas com os anúncios de apartamentos atrai os olhares dos moradores, turistas, motoristas e banhistas que passam por ali diariamente (o estabelecimento é localizado a uma quadra da praia do Itararé). Apelidado de "poeta" por alguns, Seu Durante - como é conhecido - responde brincalhão: "Poeta da pornografia, só se for".

 

"Você que é romântico e muito garanhão! Este é o apartamento certo para você! Com vista total para o mar e ninguém na frente para atrapalhar seu horário sexual", diz o começo de um dos anúncios, sobre um imóvel na Ilha Porchat

 

A corretora que às vezes escreve as mensagens criadas por Argemiro fica constrangida com muitas das palavras usadas por ele. No entanto, constrangimento não parece fazer parte da vida do homem de quase 70 anos. Certa vez, enquanto escrevia uma de suas placas, em cima de uma escada, sua bermuda que não estava muito bem amarrada caiu e ele deu um pequeno "show" para os clientes da churrascaria Anchieta, que fica do outro lado da rua. Continuou escrevendo e só levantou a bermuda quando terminou. "Ainda bem que a cueca era boa", diverte-se.

Sentado na mesa de seu escritório, ele mostra disposição para os negócios. Folheia e lê com paixão parte de sua obra, que ele mantém guardada em pastas, e mostra reportagens em jornais locais falando sobre suas placas. A inspiração para os textos vem no momento. "Escrevo e meia hora depois já nem lembro mais", conta. Os alvos preferidos das brincadeiras do corretor são as sogras e os cunhados, mas em uma das placas em exibição atualmente ele provoca até Maradona e os argentinos. "Só não mexo com traficante e político", diz.

 

Os alvos preferidos das brincadeiras do corretor são as sogras e os cunhados, mas em uma das placas em exibição atualmente ele provoca até Maradona e os argentinos. "Só não mexo com traficante e político", diz.

Família

Falante e expansivo, Argemiro é um típico descendente de italianos, quase um personagem de filme de Martin Scorsese. Fala muito sobre a família, em especial sobre o irmão Airton Durante, "Clínico dos imovéis" no Guarujá, que o colocou no ramo imobiliário em 1970. Na época, Argemiro era taxista e o irmão o chamou para trabalhar com ele em São Vicente. Fez sucesso e nunca mais deixou de trabalhar com imóveis.

O corretor também escreve muitas mensagens homenageando o pai, o que uma vez levou um senhor a entrar na imobiliária e com os olhos marejados agradecer. "Nunca tive a coragem de escrever uma coisa dessas para o meu pai. Muito obrigado", disse emocionado.

É possível que toda a desinibição venha da época em que trabalhou como ator, no começo da década de 60. Ele fazia parte do Circo Teatro Liendo, onde participou de uma peça ao lado de Tonico e Tinoco. Galanteador, ele diz que "tinha que sair depois dos espetáculos pois as mulheres ficavam em cima". Certa vez fugiu com uma das companheiras de palco para Ilhabela e esse foi o fim de sua carreira artística. Casado desde 1964 com a dona Dilma, Argemiro tem duas filhas, Kátia e Andréia. Esta última trabalha com o pai e já arriscou escrever algumas palavras para suas placas, mas não teve a aprovação do seu Durante. "Era muito coisa de mulherzinha", explica.

Marahu

Atrás dele, a parede inteira do escritório é coberta por uma pintura do Edifício Marahu, prédio onde vive e atua como subsíndico. Uma das construções mais famosas de São Vicente, obra do arquiteto Lauro da Costa Lima, o Marahu é a outra grande paixão de Seu Durante. Fala com orgulho sobre os famosos que já tiveram apartamentos no lugar, como Jânio Quadros e o ex-presidente do Corinthians, Vicente Matheus.

 

Sem preconceitos, Durante afirma que a maior parte de seu público é GLS. "Qualquer dia ainda vou sair na parada gay", brinca o homem cujo negócio é localizado em uma cidade famosa por sua parada e por sua noite gay.

 

Em seu computador há uma aba sempre aberta com câmeras que monitoram em tempo real todos os ambientes do edifício. Construído nos anos 50, o desenho modernista do prédio impressiona, e a plástica e funcionalidade é de deixar as atuais construções da Baixada Santista com inveja.

Já no momento de despedida da reportagem, o ex-prefeito de São Vicente e atual deputado federal Márcio França passa na frente da imobiliária. Seu Durante não perde a oportunidade de cumprimentar o conhecido e lamenta que o seu filho, Caio França, inicialmente favorito na última eleição para a prefeitura da cidade, tenha perdido no primeiro turno. França devolve o cumprimento ao dono da imobiliária, orgulhoso de suas placas que já viraram atração turística da primeira cidade do Brasil. 

 

*Ciro Hamen é jornalista, escreve para o site Ó, Minha Santos e dirigiu o curta "Meninos da Fila"

Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Crédito: Ciro Hamen
Arquivado em: Trip / Santos