Enivo e Rafael Hayashi falam sobre grafite e o direito a livre expressão

Dois dos artistas responsáveis por um desenho que lembrava Hugo Chávez comentam a repercussão da pintura no TripTV

por Bruna Barone em

Trip TV / Arte / Grafite / Arte

Em fevereiro deste ano, os Arcos de Jânio - patrimônio histórico de São Paulo - recebeu uma intervenção artística que deu o que falar: era o suposto retrato de Hugo Chávez, pintado em uma das avenidas mais importantes da cidade.

"Não era nossa intenção gerar essa polêmica política, mas eu achei legal que gerou. A arte tem esse papel", contou um dos artistas responsáveis pela pintura, Rafael Hayashi em entrevista para o Trip TV.

Sobre outras formas de expressão, a pichação entra em cena. "Pra mim, é o que há de mais vanguarda, porque são kamikazes. São os poucos artistas que entregam sua vida pra aquilo", contou Enivo, também grafiteiro que fez parte tão falado desenho. "É como o cara que sobe na Lua e finca a bandeira, entendeu?".

O Trip TV também conversou com a artista plástica Éter Z, que comentou como essas obras feitas nas ruas são livres e sujeitas à intervenções e intepretações: "Depois que você fez, tá ali, sujeito a qualquer coisa. Se eu não aceitar isso, eu pinto em casa".

Assista a reportagem completa

Arquivado em: Trip TV / Arte / Grafite / Arte