Cantor Odair José fala sobre ditadura, música e saúde

“Hoje eu sou natureba, mas já fui muito louco. Já rachei 1 quilo de cocaína com um amigo.”

por Bruna Barone em

Trip TV / Drogas / Música / Música

Os sucessos do cantor Odair José, hoje aos 66 anos e ainda em atividade, são verdadeiras jóias da música brasileira. É dele um dos refrões mais cantados nos anos 70: "pare de tomar a pílula", que por questionar o uso de anticoncepcionais, sofreu censura durante a ditadura militar. "A partir desse momento da pílula, tudo o que era de Odair José passou a ser proibido", lembra.

No papo com a gente, ele também contou sobre o rótulo de "cantor da empregada", após o sucesso da canção Deixa essa vergonha de lado; o processo de criação do revolucionário álbum O filho de José e Maria; e o fim das bebidas e drogas em sua vida. "Eu troquei bebida alcóolica, cigarro, cocaína e maconha por laticínios, como iogurte", contou. 

Assista no player os destaques da conversa no Trip TV, e se quiser ouvir o papo completo, ouça no Trip FM.

Arquivado em: Trip TV / Drogas / Música / Música