Diogo Schelp e Andre Liohn

O jornalista Diogo Schelp e o fotógrafo Andre Liohn contam suas experiências na cobertura de conflitos armados pelo mundo e revelam: o que motiva um correspondente de guerra?

por Alexandre Potascheff em

Trip FM / Guerra / Fotografia / Violência / Comportamento / Trabalho

Eles vão até os lugares de onde a maioria quer fugir. Registram cenas e contam histórias diante das quais muitos prefeririam desviar o olhar. Caminhando contra a corrente (e, no caminho, colocando suas vidas em risco, desafiando estilhaços, bombas e balas) expõe ao mundo o âmago do que pode ser considerado o ponto mais baixo da experiência humana: a guerra. Na edição de hoje do Trip FM a gente vai explorar uma profissão tão interessante quanto perigosa, correspondente de guerra. Pra isso, vamos receber o jornalista Diogo Schelp e o fotógrafo André Liohn, figuras que não só estão lançando um livro sobre esse assunto, como já estiveram, eles mesmos, na linha de frente dos conflitos mais violentos das últimas décadas. O que será que motiva esses profissionais? Por que tantos jornalistas estão sendo executados? Como a experiência na guerra afeta a vida de uma pessoa? A polarização política no Brasil pode acabar em conflito armado? E nas Olimpíadas, corremos risco de um ataque do Estado Islâmico? Diogo Schelp e André Liohn respondem todas essas perguntas no Trip FM.

SET LIST

Taj Mahal – Lovin' in my Babys Eye
Rolling Stones – Gimme Shelter
Curtis Harding – Cruel World
Bob Marley – Buffalo Soldier
War – Low Rider

Arquivado em: Trip FM / Guerra / Fotografia / Violência / Comportamento / Trabalho