Around the world

Amsterdã, Estocolmo e Tóquio: veja quais são os looks preferidos da mulherada nas capitais

por Carla Campos em

Tpm / Viagem

Amsterdã, Holanda, outubro de 2008

Estilo sobre rodas é a regra na capital holandesa. As meninas aqui são práticas na hora de se vestir, mas não deixam o charme de lado.

Nas ruas vê se um mix de streetwear – tênis de cano alto Nike ou Adidas, calça jeans skinny, normalmente colorida, e um moletom com capuz (“hoodie”, em inglês) – com o estilo europeu mais sofisticado – bota de cano alto, meia-calça, saia, jaqueta de couro ou trench-coat.

A maioria das fotos foi tirada no Jordaan e no Pijp. O primeiro é o bairro mais sofisticado da cidade, uma espécie de Jardins, já o segundo é para onde a maioria dos jovens se dirige à noite, o bairro de restaurantes e bares.







Veja mais fotos na galeria de moda de rua de Amsterdã

Estocolmo, Suécia, setembro de 2008

As suecas certamente estão entre as mais bem vestidas da Europa. Estilo em geral – design, design de interiores, moda etc. – é algo intrínseco à cultura escandinava.

A maioria das fotos foi tirada em Södermalm, ou “Söder”, como os mais íntimos se referem à região sul da capital. O Söder pode ser comparado ao Soho nova-iorquino ou à Vila Madalena em São Paulo (levando em consideração as proporções das cidades, é claro – Estocolmo tem apenas 1,2 milhão de habitantes, enquanto Nova York e São Paulo têm mais de 10 milhões). É a região jovem e moderna da cidade, para onde muitos recém-formados se mudam por causa dos aluguéis baratos.

Estocolmo é uma das mecas da moda no mundo. As tendências observadas nas ruas daqui são as que, após alguns meses, ou às vezes até alguns anos, serão adotadas pelo resto do mundo. E este ano parece que as suecas se livraram de vez dos anos 80 e chegaram à decado de 90 – adeus cores neon e ombreiras, olá calças jeans baggy, camisas xadrez, Keds (sim, eles voltaram!) e rabos-de-cabelo de lado presos com chuquinhas.







Veja mais fotos na galeria de moda de rua de Estocolomo

Tóquio, Japão, outubro de 2008

Os japoneses estão entre os povos mais consumistas do mundo, o que faz com que moda tenha papel central na vida dos moradores da megalópolis Tóquio.

“Moda” está em todo lugar. Desde os uniformes usados por guardas de trânsito, operários e bombeiros, até, claro, a maneira como os mais jovens se vestem.

As tribos são facilmente identificáveis. “Patricinhas” se vestem de Chanel, Louis Vuitton e Gucci dos pés à cabeça e passeiam pelas ruas de Ginza e Omotesando. Enquanto é em Shibuya e Aoyama que se encontram as meninas mais trendy, que se vestem tanto com marcas japonesas, como Tsumori Chisato, Zucca e Muji, como com marcas internacionais superatuais, como Vanessa Bruno e Luella. Já os tão famosos cosplayers – jovens que se fantasiam de personagens de anime ou ídolos musicais – se concentram em Harajuku nos fins de semana.

As japonesas são early-adopters para tudo, desde gadgets até roupas. Não é surpresa, portanto, que a moda dos anos 90 já tenha alcançado a maior cidade do mundo. Camisas xadrez, calças jeans larguinhas e chuquinhas no cabelo estão em todo lugar na capital da Ásia.









Arquivado em: Tpm / Viagem