A grande
vitória de
Casagrande

Ex-jogador de futebol,
o comentarista fez de sua
dependência química um
instrumento para ajudar
outras pessoas


Foto: Mario Ladeira/ Trip

Walter Casagrande Jr.,
ídolo do Corinthians
e da Seleção, sucumbiu às
drogas e só se deu conta
de que precisava de ajuda
ao sentir a morte próxima

Foto: arquivo pessoal

“Quando você está
dentro do furacão
mesmo, no olho do
furacão, totalmente
envolvido com
a droga, você não
percebe que está
mal e fica achando
que está no controle"

"Eu sou de 1963.
Naquele momento,
tinha um glamour
muito forte pela
droga, de você
ficar mais criativo,
ter uma elevação
espiritual"

Mas Casão, como é chamado
pelos fãs, viveu um lado nada
glamoroso das drogas ao depositar
nelas as questões emocionais
que surgiram ao se aposentar
dos gramados
Foto: arquivo pessoal

"Quando eu terminei
de jogar futebol,
aí veio esse buraco
maior. A falta
de adrenalina foi
um problema muito
sério pra mim.
E, falsamente,
a cocaína te dá isso"

Ele sofreu três
overdoses e quase morreu
em um acidente de carro,
em 2007, após abusar
do uso de álcool e drogas.
E a história chegou
aos jornais

Foto: Mario Ladeira/ Trip

“As pessoas que me
viam sorrindo não
imaginavam que eu
era melancólico.
Meu dia não era
legal se eu não
fizesse nada para
acabar com essa
tristeza”, lembra

Foto: Christian Gaul/ Trip

"Desde 2008 eu
continuo fazendo
meu tratamento,
até chegar ao
ponto em que eu
estou hoje",
disse em 2019

Nesse processo,
se reaproximou dos
filhos e entendeu que
sua história poderia
ajudar outras pessoas
que lidam com a
dependência química

Foto: Mariana Pekin/ Trip

Casão emocionou o público
com um depoimento sobre
sua luta contra o vício
no fim da cobertura da
Copa do Mundo, na Rússia 

2018

Foto: reprodução
Essa postura fez dele um
porta-voz de grande visibilidade
desse tema, empenho reconhecido
com um prêmio Trip Transformadores
em 2019
Foto: Pedro Dimitrow/ Trip

"A minha
sobrevivência
eu encarei
como uma missão.
Se eu não morri
até agora por
causa disso,
é porque eu
tenho que passar
essa história
pra frente" 

REALIZAÇÃO: Academia de Filmes

DIREÇÃO E FOTOGRAFIA: Adriana Yañez

PRODUÇÃO: Paulo Roberto Schmidt
COORD. DE PRODUÇÃO: Michele Labiapari
COORD. DE PRODUÇÃO EXECUTIVA: Priscila Azevedo
OPERADOR DE CÂMERA: Raul Anselmo Carielo
ASSISTENTES: Guilherme Rodrigues Dellavalle
             Mayara Marques da Silva

COORD. DE FINALIZAÇÃO: Thais Barcelos
                       Luiz costa
ASSISTENTE DE FINALIZAÇÃO: Felipe Bean
                           Renan Prado

MONTAGEM: Heloisa Kato
ASSISTENTE DE MONTAGEM: Fábio do Prado

TRILHA ORIGINAL: Mandril Áudio
COORD. DE COMUNICAÇÃO: Thiago Nepomuceno

Cenas do documentário
Trip Transformadores:

Conteúdo que transforma

Foto: arquivo pessoal
Leia mais