Novos sabores

Fabrizio Moretti, do Strokes e do Little Joy indica um livro e dois discos indispensáveis

por Carlos Messias em

Trip / Livros / Música

O baterista Fabrizio Moretti desmente as comparações precipitadas que foram feitas entre o Little Joy e os Strokes, sua banda original, logo que as primeiras músicas de seu projeto paralelo vazaram na internet: “A grande diferença é que no Little Joy a gente toca qualquer coisa que vem na cabeça, dá para experimentar muito mais”, ele explica sobre a nova banda, formada com sua namorada, Binki Shapiro, e Rodrigo Amarante, ex-Los Hermanos.

De fato, no álbum de estréia da nova banda – lançado em novembro nos EUA e previsto para sair aqui neste mês –, pouco se vê daquela estrutura engessada do quinteto nova-iorquino. Fabrizio, que nasceu no Rio de Janeiro, parece disposto a experimentar novos sabores (reggae, ska e um samba à Los Hermanos) e instrumentos (guitarra tenor, baixo, percussão, esca leta).

No fim do mês, o Little Joy colocará essa mistura à prova em shows no solo brasileiro. Enquanto isso, Fabrizio mostra que uma formação cultural eclética começa em casa. Eis as dicas do rapaz.

Arquivado em: Trip / Livros / Música