por: Purina

Tirando a sorte

apresentado por Purina

O primeiro gato de Martha Nowill apareceu em sua vida numa leitura de cartas, com um cigano. A atriz, que participou da Casa Tpm, conta essa história cheia mistérios

Martha Nowill esteve presente na Casa Tpm deste ano em uma mesa sobre a relação que criamos com os animais e a importância que eles podem ter em nossa vida. Ao lado da veterinária Valéria Oliva, a atriz falou sobre a história de sua avó, Dorina Nowill —  criadora do instituto de mesmo nome que acolhe deficientes visuais e seus cães-guias —  e sobre sua paixão por gatos.

"Os animais trazem vários aprendizados para mim, dentre eles a capacidade de viver no momento presente. Nada de sobrepor o passado ou o futuro, sabe?", refletiu a atriz durante sua participação. O papo foi oferecido por Nestlé Purina, copatrocinadora do evento, que transformou a Casa Tpm em um espaço acolhedor para os pets e incentivou a adoção. 

Abaixo, Martha conta como começou sua relação com Romit, seu primeiro gato. 

"Há muitos anos, eu fui tirar as cartas com um cigano. Jogo para ver a sorte, sabe? Esse cara tinha um gato preto, que estava em cima da mesa, em que ele fazia a leitura. Minha primeira reação foi dizer: "Caramba, sempre quis ter um gato preto". O que era uma mentira absoluta, até porque eu nunca tinha pensado em ter gato, muito menos preto. Sei lá por que falei aquilo, devia ser o destino agindo realmente.

No que eu disse isso, o cigano respondeu: "Pode levar. Aqui tem muito cachorro brigando com o gato, ele vai para a rua e volta todo machucado". "Não, não, não… Eu moro com uma amiga. Não posso sair para jogar umas cartas e voltar com um gato preto na mão. Mas em breve eu vou morar sozinha e volto para buscar", eu respondi.

Passaram alguns meses, esqueci desse assunto, mas, quando me mudei, resolvi ligar. Afinal, para cigano a gente não pode fazer promessa em vão, né? Assim que ele atendeu, eu disse que era a Marta e logo fui interrompida: "O Romit [gato] está te esperando". Então, fui buscá-lo.

LEIA TAMBÉM: Veja o que rolou no primeiro dia da Casa Tpm 2019

Eu nunca tinha tido um gato em casa e, no final das contas, o Romit, que tinha asma e uma orelha quebrada por causa dos cachorros, ficou comigo por quase 15 anos. Ele acompanhou todos os meus namoros, casamentos, trabalhos, minhas decepções e alegrias.

Ele tinha uma característica muito louca, que era gostar de viajar. A gente o levava para as viagens de fim de ano, soltava pelos sítios e ele adorava. Ia dar umas voltas no mato, mas sempre voltava. Atendia meus chamados a todo momento. Era uma relação muito especial.

LEIA TAMBÉM: Stephanie Ribeiro conta sobre a construção diária que é sua relação com Basquiat, seu cachorro

Quando ele morreu, fiquei alguns anos sem animal e depois adotei a Izzy, uma gatinha preta. Eu amo gatos e tenho muito carinho pelos pretos. Afinal, eles são os mais fortes, mas também os mais frágeis. Ainda tem muito preconceito. Diferentemente do Romit, a Izzy veio para casa bem neném, acompanhei toda estruturação de sua personalidade e hoje sou apaixonada por gatos."

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar