por Carla Arakaki

Conheça a cantora e MC brasiliense considerada uma das revelações do hip hop nacional

 

Filha do compositor baiano Renato Matos, a brasiliense Flora Matos está acostumada aos palcos. Difícil imaginar lugar melhor para essa talentosa cantora que, com apenas 22 anos, já tem no currículo uma mixtape de peso lançada em parceria com a Stereodubs, indicação ao VMB (Categoria Aposta MTV), parceria com Nike, viagens à Europa e Estados Unidos, além de trabalhos produzidos por KLJay (Racionais), DJ Cia entre outros.

Pra completar, estreou na programação da MTV, seu primeiro clipe, Pretin, produzido pela PorqueEu Filmes e dirigido por Gabriel Braga e Luis Rodrigues "A.S.M.A.", com coreografia de Aline Maia. "Foi uma experiência única trabalhar com essa equipe maravilhosa. Foi uma aula, meu primeiro clipe. Tô super orgulhosa e feliz com o resultado. Em breve lançaremos um novo clipe de uma música inédita. Espero que curtam..."


Em pleno século 21, você ainda sente algum tipo de preconceito, dificuldade ou mesmo facilidade por ser mulher? O rap ainda é machista?
Machismo e preconceito me revoltam, me deixam triste, mas me inspiram também... Então não é dificuldade, nem facilidade, é inspirador. Machismo tem em todo lugar e acho que isso não deve impedir nem oprimir mulher nenhuma de fazer seu corre pelo seu espaço. Pelo contrário. Cada um que demonstrar descrença no nosso trabalho tem que saber que isso vai estar se transformando em mais força pra nós, mulheres ou não. E também acho que a cena ta aí pra a mulher que quiser chegar e se dedicar. Eu vejo espaço pra isso.

O que você acha que falta para o rap subir mais alguns níveis, ficar mais profissional?
Amor, respeito, assessoria de imprensa, produtores dedicados e sintonizados com os artistas de rap.

Dá pra viver de rap? Uma vida confortável ou só paga as contas?
Dá pra viver de rap e ter uma vida confortável.

Você se importa com o que os outros falam sobre sua música? E sobre você?
Sim, me importo. E normalmente as diferentes opiniões que as pessoas tem até me inspiram.

Além de rimar muito, você também canta... Tem vontade de lançar algum trabalho como cantora (e não MC)?
Não me vejo só como cantora nem só como MC. Prefiro a indefinição desse título.

Como é sua rotina?
Nenhuma. (risos)

Você é vaidosa, se cuida? Sempre foi? Quais produtos de beleza vc não vive sem?
Sou vaidosa, me cuido! E nem sempre fui assim... (risos) Gosto de ter sempre por perto água de beber, um bom creme hidratante, protetor solar, meu babyliss, meu corretivo da Vichy, base líquida, um bom lápis preto, rímel, sombras de cores vibrantes e um batom ou gloss da cor da boca.

O que te fez ser mais vaidosa?
Ah... Fui percebendo aos poucos que conforme eu me cuidava mais, minha auto-estima melhorava junto. E uma pessoa de bem consigo mesma tem mais facilidade pra estar de bem com o mundo, né? Como eu trabalho com o público, quero passar a melhor energia possível na minha música, nos meus shows... E pra isso acontecer eu preciso estar bem comigo mesma.

O que te inspira mais, a tristeza ou a alegria? O amor ou o ódio?
Tristeza e alegria me inspiram na mesma proporção. Não gosto da palavra ódio e evito esse sentimento. Mas eu sou ser humano né, e às vezes sinto raiva. Quanto sinto algo forte assim, é batata, vira música e isso faz a raiva passar.

Ainda acredita em gravadoras?
Tô vendo isso. Tenho muito que estudar sobre elas pra saber se acredito. Mas com certeza acredito na cena idependente que está se desenvolvendo no Brasil.

E se não fosse música?
Se não fosse música, provavelmente seria hippie (risos).

Vai lá: www.myspace.com/floramatosmc
www.twitter.com/mcfloramatos

Assista abaixo à nossa entrevista em vídeo com a rapper Flora Matos:

matérias relacionadas