Atuando pela educação

Acostumado a contar histórias de personagens na TV, no cinema e no teatro, Lázaro Ramos contou a própria nas páginas de Na minha pele (2017). No livro, o baiano passeia por assuntos e reflexões urgentes e espinhosos da atualidade, como o racismo – tema central da publicação –, as desigualdades e a (falta de) educação.

Desde 2009, o ator de 39 anos é embaixador da Unicef e mantém uma agenda ativa de atuação em projetos de educação, tanto por meio das ações da organização, como de maneira voluntária. “Sempre que posso, vou a escolas, tanto para dar aulas quanto para conversar sobre temas como história do Brasil ou qualquer outro que seja relevante do ponto de vista artístico e da minha vivência enquanto ativista social e cidadão.”

Para Lázaro, uma ação transformadora é se importar com o outro, com a situação e, dentro dos seus limites e possibilidades, fazer algo efetivo. “Para transformar, é preciso lutar contra essa tendência que todos nós temos de nos habituar às injustiças e desigualdades”, defende

Patrocínio

Copatrocínio

Apoio

Comunicação