Bora ler boas histórias? Aqui tem um monte de histórias em quadrinhos feitas por artistas brasileiras!

A Mina de HQ preparou uma exposição de quadrinhos feitos artistas brasileiras

Por Mina de HQ 31 de julho de 2020 Compartilhar

A Mina de HQ, mídia independente e feminista sobre histórias em quadrinhos feitas por mulheres e pessoas não-binárias, está comemorando 5 anos aqui na Casa Tpm e separou HQs exclusivas para a gente refletir sobre o tempo nesse momento de confinamento que estamos vivendo. 

Em um mundo globalizado, tão cheio de possibilidades, estamos dentro de casa. Para o nosso bem, para o bem de todos.

  

Anna Mancini, a Manzanna, é ilustradora e tatuadora de Minas Gerais (mas atualmente mora em Fortaleza, Ceará!). Ela é responsável por toda a identidade visual da Mina de HQ, criada em 2015. Anna está produzindo outra HQ inédita para a gente, sobre emoções – dessa vez, autoral, com personagensdela. Siga: @manzanna

Créditos: Manzanna


Estamos tendo que reaprender a nos comunicar, a dar e receber amor, carinho e atenção à distância/ É um exercício de paciência, mas vale o esforço!

Aline Zouvi fez mestrado sobre as obras da quadrinista Alison Bechdel. Desde 2017, tem dado oficinas de quadrinhos, fez cartuns para publicações como Folha de São Paulo e Revista Piauí, e tem participado de diversos eventos e feiras, publicando quadrinhos e zines, dentre os quais destacam-se Síncope (lançado na CCXP 2017 e vencedor do Prêmio Dente de Ouro 2018 e finalista do HQMix na categoria HQ Independente), Óleo sobre Tela (UgraPress, 2018) e Pão Francês (Incompleta, 2019). Siga: @alinezouvi

Créditos: Aline Zouvi


Ansiedade, medo, excesso de informação, insônia. Estamos precisando cuidar da nossa saúde mental

     Bennê Oliveira é de Recife, Pernambuco. Autora das tirinhas Leve Mente Insana e da HQ Mares, ela desenha desde que se conhece por gente, estimulada sempre por sua mãe. Começou a produzir quadrinhos ao sentir que apenas falar sobre o que sentia não era o suficiente. Tenta humildemente viver de arte e produz tirinhas semanalmente para o Instagram. Siga: @leve.mente.insana

Créditos: Bennê Oliveira


Já dizia Guimarães Rosa “felicidade se acha é em horinhas de descuido”. Pequenas e importantes atitudes que nos ajudam a tornar o dia a dia mais leve. 

Carol Borges é ilustradora e quadrinista de São Paulo. Junto com seu companheiro Filipe Remedios, é autora de Batatinha Fantasma, que retrata a vida à dois de maneira sincera e divertida. Faz também ilustrações editoriais para livros didáticos e infanto-juvenis, character design para games e animação. Siga: @carolborgesart

Créditos: Carol Borges


Quando o assunto é sexo, cada um se vira como pode em tempos de distanciamento social.

Carol Ito, 27, cresceu em Marília (SP) e hoje mora na capital paulistana. É jornalista, criadora do blog de HQs autorais Salsicha em Conserva e autora da série de tirinhas Quarentiras, publicada semanalmente nas redes da revista Tpm. Já publicou trabalhos de jornalismo em quadrinhos nas revistas Caros Amigos, Tpm e Trip. Também é criadora do Políticas, projeto dedicado a publicar quadrinhos políticos feitos por mulheres e pessoas não-binárias. Siga: @carolito.hq

Créditos: Carol Ito


Tudo ao mesmo tempo agora. Nesse mundo ultraconectado, em que temos acesso a todo tipo de informação, tudo parece importante. Como buscar um equilíbrio entre tudo o que consumimos e o que de fato é importante?


Gabriela Güllich é matogrossense criada na Paraíba. Formada em Jornalismo pela UFPB, atua como quadrinista, jornalista e os dois ao mesmo tempo. Autora de Quatro Cantos de um Todo, HQ publicada pelo Sesc Paraíba em 2018, e São Francisco (Gabriela Güllich/João Velozo), livro-reportagem em quadrinhos e fotografia com narrativas do sertão e do Velho Chico, lançado em 2019. Siga: @fenggler

Créditos: Gabriela Güllich


Estamos contando os dias para que nossas vidas voltem ao normal após a pandemia. Mas o que é normal? Queremos voltar ao que era antes?


Marília Marz é quadrinista e ilustradora de São Paulo, autora do livro Indivisível, que discute a cultura negra e oriental presentes no bairro da Liberdade, na capital paulista, e sua relação com o tempo e o espaço. Siga: @mariliamarz

Créditos: Marília Marz


Em um mundo globalizado, tão cheio de possibilidades, estamos dentro de casa. Para o nosso bem, para o bem de todos.


Verônica Berta é ilustradora e quadrinista. É graduada em design gráfico pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e fez curso superior de ilustração na Ecole Emile Cohl (Lyon). Trabalhou como ilustradora e desenhista de storyboard no mercado publicitário e como generalista 2D na Mono Estúdio de Animação. É autora da HQ Ânsia Eterna (editora SESI-SP), finalista do Jabuti e indicada aos prêmios HQ Mix e Ângelo Agostini. Atualmente é ilustradora freelancer e professora de desenho na Quanta Academia de Artes. Siga: @veronica.berta

Créditos: Verônica Berta


                                             


Essas histórias em quadrinhos que você acabou de ler fazem parte da edição comemorativa da Revista Mina de HQ, que está em pré-venda no Catarse e tem pacote de recompensas exclusivo para a Casa Tpm! Garanta já o seu exemplar: catarse.me/revistaminadehq.



Sobre o autor
Mina de HQ

A Mina de HQ nasceu em 2015 e hoje está entre os canais de cultura pop e nerd sobre gênero mais relevantes do Brasil. Você pode ler mais quadrinhos em @minadehq nas redes sociais e no site www.minadehq.com.br

Matérias relacionadas