Apresentado por Museu da Pessoa

Aquele que fingia ser um bom pai

Dalva teve sua infância e seus sonhos roubados pelos traumas decorrentes das agressões e dos abusos sexuais cometidos pelo próprio pai. Com muita coragem, ela conseguiu denunciá-lo e, após sua prisão, passou a considerar novos caminhos em sua vida

Compartilhar

Matérias relacionadas