por Alexandre Inagaki
Trip #193

A blogueira mostra por que está em todas as listas de musas da internet brasileira

As pessoas que têm consciência de suas qualidades e não se preocupam em disfarçá-las merecem respeito. É o caso de Mirian Bottan, 23 anos, uma mulher que é bonita, gostosa, sabe disso e tira de letra quaisquer comentários depreciativos sobre o assunto: "É uma bela patacoada querer anular o elemento beleza pra dar ênfase a qualquer outra qualidade. Ou alguém aí vai me dizer que super prefere uma namorada ph.D se ela for banguela?".

Pois bem. Quando Mirian Bottan viajou de ônibus de Americana, sua cidade natal, para São Paulo, a fim de participar de um encontro de blogueiros em agosto de 2007, ela era uma mocinha que nunca havia visitado a capital paulista a não ser em excursões escolares. Não foi difícil intuir que aquela garota de olhos azuis e um "corpão" de 1,52 m faria sucesso junto ao público nerd. Afinal de contas, não é todo dia que surge uma blogueira bonita, com humor corrosivo e textos saborosos.

De lá pra cá, Mirian Bottan foi presença garantida em quase todas as listas de musas da internet. Habituou-se com cantadas desferidas por scraps, replies e comentários em seus posts. Porém, quando aparece em eventos públicos de internet, como a Campus Party, nem todos esses gracejos são convertidos para a vida offline. O mulherão já se acostumou a ser alvo de olhares tímidos e boquiabertos de fãs que se limitam a admirar em silêncio sua beleza intimidadora.

Poucas vezes a expressão "baixinha invocada" poderá ser tão bem aplicada a uma pessoa; que o digam os pretendentes que se atrevem a puxar papo furado elogiando seus textos, enquanto miram o decote com o rabo dos olhos.

Quem vê o seu sorriso mal desconfia que Mirian Bottan já sofreu de bulimia por sete anos. Ou que já derramou lágrimas na solidão de um apartamento, em meio à transição repentina de uma estudante de jornalismo repleta de ideais, resisdindo em uma cidade interiorana, para o cotidiano de uma metrópole feito São Paulo.co

Mas há também os bons casos para recordar, felizmente bigbrotherizados em seu blog: www.substantivolatil.com. Procure nos arquivos, por exemplo, pela crônica na qual Mirian fala do dia em que foi vocalista de uma girl band, com meia listrada até o joelho, aturando do alto do palco um Zé-ruela de olho em sua calcinha. Ou pelo post em que ela divaga sobre a possibilidade de o mundo ir pras cucuias por causa do tal Grande Colisor de Hádrons.

PAUSA PARA UM MERGULHO

Sobre a experiência que foi fazer este ensaio, a Trip Girl da edição é só sorrisos: "A equipe era sensacional, e o lugar, lindo. Chegamos à noite e fomos recebidos por uma lua cheia. No meio do ensaio rolou até pausa para mergulho". O timing para essas fotos não poderia ter sido melhor. A musa da blogosfera encontra-se "apaixonada e certa de que o amor não é utopia". Se restavam dúvidas a respeito daquela observação recorrente de que as pessoas ficam ainda mais bonitas quando estão apaixonadas, este ensaio é prova de sua verdade.

 

matérias relacionadas