Amar, compor e interpretar: a história de alguns casais musicais que deram certo - ou não

No meio musical essa história de "os opostos se atraem" é pura balalela. Não se sabe se é a convivencia, as semelhanças, ou talvez o estereótipo/conceito de que só é capaz de explicar quem vive a experiência. Seja qual for o motivo, uma coisa é certa, casais musicais vêm se formando há muito tempo e os exemplos não são poucos, alguns já começaram juntos, outros se juntaram depois que já estavam na estrada e alguns até viveram o momento "até que a música os separe".

Para ilustrar a conciliação entre o amor e a música separamos aqui alguns dos principais casais:

Abrindo nossa lista temos o casal que até trocou seu nome artistíco depois de casados, Zé da Zilda (José Gonçalves) e Zilda do Zé (Zilda Gonçalves). Fizeram muito sucesso nos carnavais dos anos 40/50 com os hits Só para chatear e Saca-Rolha. Com a morte de seu Zé, a cantora ainda compôs algumas músicas em homenagem a seu amado: Vai que depois eu vou, Vem Me Buscar.

A lista continua com dos mais famosos casais da nossa música. Elis Regina e César Camargo Mariano se uniram em interpretações como Tatuagem. De quebra, Maria Rita e Pedro Mariano, filhos do casal, estão fazendo sucesso país afora.


A musa de Tico-tico no Fubá, Carmen Miranda, também dividiu seu coração e palco. Aloysio de Oliveira acompanhou a diva com seu Bando da Lua em tour pelos Estados Unidos, em 1939.

Essa receita dá certo até os dias de hoje. Um exemplo é Fernanda Takai e John da banda Pato Fú; o casal começou a namorar logo após o início do grupo, e continua firme e forte junto: Canção Pra Você Viver Mais


Não só os brasileiros acham graça em dueto amoroso: Beyoncé e Jay-Z são considerados praticamente "rei e rainha" da música negra americana, juntos fizeram o mundo rodar com Bonnie & Clyde.


Mas não só de amor se faz a música, alguns casais não tiveram suas separações marcadas pela mídia e um tanto quanto feias, exemplo disso foi Dalva de Oliveira e Herivelto Martins que depois de 14 anos de casados se separaram de forma brusca, acusações de traição, brigas judiciais e até mesmo, composições sobre o ocorrido como Errei Sim.


E quem poderia esquecer deles? Os "queridinhos da américa", Justin Timberlake e Britney Spears que se conheceram ainda crianças, e tiveram uma das piores separações que a mídia pode trazer: saíram em todas as revistas, jornais, sites. Se a junção não deu certo, claramente a separação trouxe frutos.

Como tudo na vida, existe o meio termo, nem tudo precisa ser oito ou oitenta. O casal Jane e Herondy fez um super sucesso em quanto juntos com a música Não se vá, e depois de 33 anos de casados vieram a se separar, mas mantém uma grande amizade e companheirisimo.

Fontes: Clique music / Wikipedia / Contact Music / Mundo Oi

matérias relacionadas