por Redação

Veja galeria de retratos de quem passou pela abertura do Trip Transformadores 2017, que aconteceu em agosto no MAM

No dia 14 de agosto aconteceu o primeiro evento do movimento Trip Transformadores, no auditório do MAM, no Parque Ibirapuera (SP). Para apresentar os homenageados deste ano, vozes de refugiados da Síria, Haiti, Angola e Congo abriram a noite. O coral Somos Iguais cantou para uma plateia que se preparava para refletir sobre a questão que guiou todas as conversas da noite: Qual Brasil queremos ser? Após a apresentação, a filósofa Djamila Ribeiro, uma das homenageadas do prêmio deste ano, conversou com Marcos Nisti, vice-presidente do Instituto Alana, com mediação do cineasta Tadeu Jungle, sobre as estratégias de transformação defendidas pelo movimento negro.

Duas outras iniciativas transformadoras foram apresentadas por seus idealizadores na segunda mesa de conversa da noite, com mediação da apresentadora Adriana Couto. Indicado ao Trip Transformadores 2017, o chef David Hertz contou como desenvolveu o Gastromotiva, projeto que capacita jovens da periferia para trabalhar com alimentos e oferece apoio a pequenos empreendedores da área. Já a fundadora do Bliive e homenageada do prêmio Gol Nos TemposLorrana Scarpione, contou que foi ao perceber que o tempo nos iguala, independente das dificuldades, que criou a plataforma de trocas. 

 Leia a cobertura completa do evento aqui

matérias relacionadas