por Redação

Assista o debate entre a filósofa Djamila Ribeiro e o vice-presidente do Instituto Alana, Marcos Nist. A mesa teve mediação de Tadeu Jungle na abertura do Trip Transformadores 2017

Na noite do dia 14 de agosto aconteceu a abertura do Prêmio Trip Transformadores de 2017, no MAM. A filósofa Djamila Ribeiro, uma das homenageadas do prêmio deste ano, conversou com Marcos Nisti, vice-presidente do Instituo Alana, com mediação do cineasta Tadeu Jungle, sobre as estratégias de transformação defendidas pelo movimento negro. “É importante ocuparmos os espaços na mídia, tencionarmos os meios de comunicação para influenciar os conteúdos. Vocês não imaginam o que foram quatro gerações de paquitas loiras na vida de crianças negras”, ela disse.

ASSISTA: Debate com David Hertz e Lorrana Scarpione na abertura do Trip Transformadores

Segundo Djamila, o despertar da consciência para as desigualdades raciais brasileiras precisa estar em todos os lugares. “É importante nos questionarmos: o quanto a gente alimenta o poder que dizemos querer combater?”, alertou. Para ela, uma das principais conquistas do ativismo negro aconteceu em 2003, com a aprovação da lei que garantiu a obrigatoriedade do estudo da história afro-brasileira nas escolas. “A mudança começa daí, quando crianças reconhecem suas identidades e param de reproduzir um discurso do qual são vítimas.”

Ainda sobre diversidade dentro de ambientes de ensino, Nisti trouxe sua experiência pessoal como pai de uma menina com síndrome de down para reforçar a importância da convivência de pessoas com biografias distintas. “Uma criança com síndrome de down em uma sala de aula enriquece todos os alunos e, pasmem, melhora o desempenho da classe em matemática, história, geografia”, contou. O universo infantil é objeto de estudo de Nisti com o Instituto Alana desde seu início, e esse interesse já produziu filmes relevantes como Muito além do peso, O começo da vida e Criança, a alma do negócio. “Queremos furar a bolha e fazer essas reflexões chegarem a legisladores e juízes, por exemplo”, disse.

LEIA TAMBÉM: Cobertura completa da abertura do Trip Transformadores 2017

matérias relacionadas