por Alexandre Potascheff

Um dos mais competentes e admirados repórteres investigativos do país reflete sobre jornalismo, analisa a sociedade brasileira e revela o segredo de sua calma monástica

Ele é um dos mais importantes e prestigiados repórteres investigativos da televisão brasileira. Gaúcho de Porto Alegre, sua trajetória pelo jornalismo começa na mídia impressa, na década de 70, no jornal Folha da Manhã. Trabalhou para importantes revistas, colaborou com grandes jornais, até que em 1985 foi contratado pela Rede Globo, emissora onde atua até hoje e pela qual cobriu todo tipo de notícia: guerras, atentados, genocídios e tudo de pior que o ser humano possa produzir. Premiado autor, ele faturou duas vezes o Jabuti, principal condecoração literária do Brasil, pelas obras Rota 66 – sobre crimes praticados por integrantes da PM de São Paulo – e Abusado – onde conta a origem da facção criminosa Comando Vermelho. Comemorando 10 anos do seu programa Profissão Repórter, na Rede Globo, Caco Barcellos conversa com Paulo Lima sobre as transformações do jornalismo, revela se sua aparente calma monástica é real ou apenas fachada e faz uma reflexão sobre o povo brasileiro "um dos mais violentos do mundo" segundo ele.
ESCUTE A ENTREVISTA COMPLETA NO PLAY ABAIXO:


SET LIST

Canned Heat -- On the Road Again
Nina Simone -- Ain´t Got No - I Got Life
M Ward -- Chinese Translation
Buffalo Springfield -- For What It's Worth
Itamar Assumpção -- Nego Dito

Ouça todas as músicas que rolaram no Trip FM em 2016

matérias relacionadas