por Bianka Vieira
Tpm #171

Para a consultora de moda e artista, moda é criatividade, história e responsabilidade

Aos 30 anos, a carioca Juliana Luna, criadora da marca Yemisi, encara o jeito de se vestir como uma expressão de sua vivência, dos lugares por onde já passou e de suas origens. “Acredito na moda como uma extensão de nós mesmos e uma forma de ocupar o mundo de forma criativa.” É por isso que seus looks estão cheios de peças de diferentes partes da África e também de criações de sua melhor amiga, Raquel Wymann.

Muitas peças têm valor sentimental, como o bracelete de cobre da África do Sul, que ela não tira nunca. “Foi batizado no rio Osun. Lá, cobre é o metal da deusa das águas doces e afasta os maus espíritos.” Nas mãos de Juliana, a manteiga de karité trazida da Nigéria se transforma em produtos para cabelo, pele e boca.

Do tempo em que morou em Nova York, ela pegou gosto pelos brechós. “Não dá pra viver lá e querer ser rica”, brinca. Ultimamente, ela vem reduzindo o tamanho de seu armário. “Não tem como não se sentir responsável pelo que está acontecendo com os recursos naturais e comprar roupas e sapatos desenfreadamente.”

VEJA TAMBÉM: A Semana de Moda de Andréa Bisker

Segunda-feira: “Gosto de começar a semana energizada. Escolho peças que tragam essa disposição.”
Top, saia e colar “Feitos à mão na tribo Fulani, em Bogobiri (Nigéria)” Bolsa “É um tapete marroquino reciclado” Bracelete da África Do Sul Brincos “De uma feira de artesanato do Rio” Sandália Melissa Esmalte Black Satin da Chanel (usou todos os dias)

Terça-feira: “Vou a um museu. Amo o aplicativo Artikin, que me dá opções de todas as exposições no Rio de Janeiro e em São Paulo.”
Colar Galeria Nike Okundaye de Lagos (Nigéria) Bolsa NikeLab Camisa Ankara Baobá-Brasil Calça “De um brechó em Nova York”

Quarta-feira: “Vou a um evento de moda e decidi usar o turbante Adire, uma peça artesanal feita pela minha tribo iorubá.”
Turbante Nike Centre for Art and Culture, de Osogbo (Nigéria) Top Wymann Choker de búzios “Comprei na Praia do Forte (Bahia)” Calça brechó Beacon’s Closet Carteira Printed Pattern People Sandália Raphaella Booz

Quinta-feira: “Vou almoçar com minha melhor amiga, Raquel Wymann. Vou vestida com a marca dela dos pés à cabeça pra deixá-la orgulhosa [risos].”
Top, colete e calça Wymann Colar de cobra “É do Senegal!” Colar com pingente de moldavita “Comprei em Nova York” Bolsa Nannacay Mule “Comprada em Marrakech”

Sexta-feira: “Sou bem caseira, mas sexta faço um esforço pra sair. Este look tá bem Diana Ross, musa máster <3”
Turbante “É de tecido Adire, trazido da Nigéria” Macacão Brechó Alfinetando Brincos “Foram um presente da minha amiga Raquel” Cinto Brechó Alfinetando Bolsa “De um brechó em Nova York” Sandália “De uma feira popular em Lagos”

Sábado: “Vou ao mercado de antiguidades na Praça XV. Sempre tem coisas incríveis. Adoro explorar aquele lugar.”
Turbante Yemisi Body e saia Wymann Bolsa Orna Concept Pulseiras “Colecionadas de mercados diversos” Relógio Apple Brincos Hechizo Tênis Pedro Lourenço para NikeLab

Domingo: “Dia de ir à feira na Glória. Uso uma roupa bem levinha, que dê liberdade. Este macaquinho é meu novo xodó.”
Macacão Pitô Bandana moçambicana Baobá-Brasil Óculos BAMM Colar Paolla Falcão Relógio Apple Brinco “De uma feirinha do Rio de Janeiro” Bolsa NikeLab Tênis Kim Jones para Nikelab

VEJA TAMBÉM: A semana de moda de Sofia Angeli

Créditos

Foto principal: Anna Fischer

matérias relacionadas