Tpm

por Redação

A modelo Ângela Bismarchi, campeã brasileira de cirurgias plásticas, lança um curso em que conta como conseguiu virar uma celebridade graças a um corpo perfeito. É o fim do mundo tal qual o conhecemos


por Roberto Azoubel


Já que o mundo acabou lá pelos idos de 1978 (e foi com o lançamento do disco The Great Rock’n’ roll Swindle, do Sex Pistols!, se você não sabe o que é, vá agora no YouTube), nada mais é motivo de indignação ou entusiasmo. Salvo a hipocrisia. Li uma nota numa coluna social de um respeitado jornal que me deixou meio puto e ao mes­mo tempo curioso. A nota debochava da palestra intitulada “Como eu consegui”, que será proferida pela modelo Ângela Bismarchi, que foi casada com o cirurgião assassinado Ox Bismarchi e que é destaque habitué nos desfiles de escolas de samba.


Considerar a beldade com suas 15 cirurgias uma espécie de condensado da loucura social contemporânea em torno da be­leza seria muito lugar-comum... Mas daí ri­dicularizar a moça – o título da nota era “Ela conseguiu o quê?” – no mesmo espaço em que são exibidos feitos banais de celebridades – como botar e tirar uma mesa de almoço –, tenha santa paciência!


Corri atrás de informações sobre a palestra e consegui o telefone da Ângela. Aliás, palestra não, “relato-show”, que é como ela define sua incursão no mundo da ora­tória. “Será um trabalho para mostrar que a auto-estima pode levar uma pessoa a mu­dar o seu estilo de vida”, resume.


No seu “relato-show”, Bismarchi informa que irá interagir com o público e exibirá num telão “imagens que retratam sua tra­jetória de sucesso”. Mostrará como dei­xou a vida de suburbana – é de Cascadura, zona norte do Rio – para se transformar na “personalidade glamorosa das pas­sarelas e avenidas”, como se define.


 A modelo dará destaque às 15 plásticas pelas quais passou, como a “cirurgia da intimidade”, e revelará “todo o processo que esculpiu meu corpo monumental e sobre a mudança de meu estilo de vestir e de viver”. No evento, a platéia feminina ganhará um brinde especial: Ângela Bismarchi na Intimidade, um guia sensual com segredos “de como se cuidar com carinho para a vida amorosa e para a vida em geral”. Com quase 40 anos, Bismarchi se orgulha mesmo de suas “conquistas”. “Mes­mo agora não me troco por nenhuma me­ni­na de 18 e 19 anos. É uma conquista! É isso que quero passar, porque tem muitas pes­soas que vivem muito pra baixo... ”


Num mundo onde botar a mesa é mos­trado como uma conquista, deixemos, por favor, a moça conseguir e se achar...


Não vai lá:

Belo Horizonte. 1/6, hotel San Diego – av. Álvares Cabral, 1.181, Lourdes

São Paulo. 2/6, Lorena Hotel Internacional – av. Rebouças, 955, Jardins.

Rio de Janeiro. 4/6, hotel Everest – rua Prudente de Moraes, 1.117, Ipanema. R$ 60 por pessoa

matérias relacionadas