Tpm

por Natacha Cortêz

Artista usa papel, linha e imãs pra recriar animais e espalhá-los por espaços urbanos

A artista plástica americana Tasha Lewis criou sua própria forma de recriar animais e dela fez o projeto Guerilla Sculpture (Escultura de guerrilha). Usando uma técnica parecida com a do papel machê, utilizando apenas papel, cola e linha de costura, ela cria estruturas extremamente leves, o suficiente para que imãs suportem seus pesos.

No caso da arte de Tasha, o papel e os imãs não só são características de seus animais, mas necessários pras intervenções que faz com eles pelos espaços urbanos de Indianópolis, sua cidade natal. Dessa forma, toda estrutura magnética vira tela em branco para suas borboletas e cervos azulados. Com as borboletas, é como se elas pousassem aos montes em postes, caixas de correio, portões, estátuas e containers de lixo reciclável. Já os cervos, permeiam vitrines de lojas.

Em seu site, a artista conta que ao inserir os animais em lugares públicos, de maneira com que eles pareçam interagir com a cidade, cria uma "taxidermia" que vai além do papel de troféu da sala de casa. E que ao mesmo tempo, provoca pensamentos sobre algo supostamente morto, mas que ganha vida através de suas intervenções. 

Vai lá: www.tashalewis.info

matérias relacionadas