por Nina Lemos
Tpm #99

Foge: nós te damos conselhos sobre aqueles caras que ainda vão destruir seu coração

Antes de tudo, não leve este manual a sério, porque não somos uma revista de autoajuda. Mas, como já nos metemos em algumas roubadas, podemos tentar dar uns conselhos. Você pode acreditar neles. Ou não

 


1. Este não é um manual seguro. Por isso, não confie muito nele.

2. Antes de tudo, você vai reparar nas roupas dele. Sentimos informar, mas isso não vai servir para nada! Já fomos alvo de situações absurdas com caras que usavam camiseta dos Ramones. E quem vê tênis All Star não vê caráter, como se sabe.

3. Confie na opinião dos amigos. Esse é um clichê que deve ser respeitado. Se algum amigo seu conhecer o cara e disser que ele é “meio canalha”, confie nessas palavras. Tá, OK, você vai achar que com você vai ser diferente e no fim vai se ferrar.

4. Pessoas que fazem análise ou qualquer tipo de terapia, como se sabe, costumam ser mais resolvidas e jogar menos loucura na cabeça dos outros. Mas há exceções. Análise não cura psicopatia, por exemplo.

5. Se alguma amiga sua disser que o sujeito foi um perverso com uma amiga dela, acredite. Fama de perverso não costuma vir à toa. E, se ele foi perverso com a fulana, provavelmente vai ser com você, que também não vai acreditar nessas palavras.

6. Atenção para quem, de cara, dá muita explicação. Esse é um conselho recebido de um amigo que conhece muuuito os homens. Se o cara já começa explicando mil coisas estapafúrdias para não poder sair um dia com você, provavelmente ele é viciado em levar rolo de macarrão na cabeça. Ou seja, ele adora fazer merda só para... apanhar! Pode ser bom, se você gostar de bater.

7. Não se deixe impressionar por livros na estante, vinis, iPads e outros acessórios modernos e/ou culturais. Isso não tem nada a ver com caráter. Tem a ver com gosto e/ou dinheiro. E só.

 

matérias relacionadas