Revista Trip

tamanho da letra
aumentar fonte
diminuir fonte

Nahira Salgado

A sensualidade da estudante brasiliense de 24 anos revelada pela amiga fotógrafa
13.03.2013 | Texto: Natacha Cortêz | Fotos: Raquel Pellicano / Produção Executiva: Anabelle Custodio

Nahira Salgado, 24, e Raquel Pellicano, 25, são duas garotas brasilienses. Em comum, além de morarem em Brasília, elas têm o encantamento pela fotografia. Ambas se apaixonaram por registrar pessoas, momentos, criar imagens, garimpar relíquias analógicas. Por causa da fotografia e de alguns amigos, se conheceram. De encontros frequentes, uma se revelou como musa a convite da outra pra uma sessão clicada especialmente pra Trip.

Fotógrafa profissional há cerca de cinco anos, Raquel tem um olhar fresco, delicado e feminino que imprime claramente em seu trabalho. A frente de um estúdio na Capital Federal ao lado do marido, se dedica a projetos comerciais e em seu tempo livre, aos autorais, ou melhor, experimentais. É aí que Nahira entra e a história deste ensaio começa.

A princípio, a loira de traços quase inocentes era apenas uma estudante de design que cumpria estágio na empresa de Raquel. Posar pra câmera é algo que encarou de forma muito desintencionada. Mas a naturalidade da estudante a frente das lentes é indiscutível. Sua beleza: notória, luminosa. Nahira foi um achado de Raquel, bem debaixo de seu nariz, dia a dia entre os corredores e salas do estúdio. “Quando a conheci, era extremamente tímida. Mas a desenvoltura nas fotos acontecia tão bem, que nem se imagina timidez”, conta a fotógrafa.

 

“Quando a conheci, era extremamente tímida. Mas a desenvoltura nas fotos acontecia tão bem, que nem se imagina timidez”, conta a fotógrafa

 

Sempre que convidada a participar dos projetos “lado B” da chefe, a estagiária prontamente aceitava. De retratos à editoriais de moda, estampou imagens sem acanho, como uma modelo experiente e íntima a todo o processo. Hoje entende que a intimidade que mostrava era construída bem antes por sua relação com Raquel. “Eu ficava à vontade porque era ela.” Entre um ensaio e outro, tornaram-se próximas. Passou a fazer parte de toda nova ideia da amiga, e seus olhos azuis protagonizavam muitas delas.

Quando a fotógrafa pensou em clicar nudez, sua primeira garota tinha que ser a estudante. O ensaio que você vê aqui é o primeiro trabalho sensual publicado por Raquel. É também o primeiro de Nahira, que não ousou pensar duas vezes ao aceitar mais um convite. “Não era qualquer um que faria, era ela. E eu já estava muito acostumada a posar pra ela. Então, não foi um desafio. Me senti muito confortável. Até me surpreendi com o resultado.” As imagens foram realizadas no apartamento de Raquel, em uma tarde qualquer de sol morno, em mais um das aventuras imagéticas das duas. “Com uma luz linda, uma modelo linda, e um lugar agradável, foi delicioso fazer”, entrega a amiga chefe.