Revista Trip

tamanho da letra
aumentar fonte
diminuir fonte

Linda McCartney

Trabalho da fotógrafa, cantora e ativista vegetariana finalmente reunido na internet
23.03.2011 | Texto: Luiz Filipe Tavares | Fotos: Linda McCartney

Reprodução

Paul e Linda McCartney

Paul e Linda McCartney

Quase 13 anos depois de sua morte, enfim o acervo de Linda McCartney, primeira esposa do eterno beatle Paul McCartney, está disponível na internet. Através do novo site LindaMcCartney.com agora é possível conhecer toda a obra da fotógrafa, cantora, compositora, empresária e ativista vegetariana que conquistou o coração de Paul em 1969. 

O site foi ao ar nesta semana e abre as celebrações do que seria o 70º aniversário de Linda, que será lembrada no mês que vem com o lançamento do livro Linda McCartney: Life In Photographs, pela editora Taschen. O lançamento terá as mais famosas fotos da artista compilados ao lado de material inédito.

A mãe de Heather, Mary, Stella e James morreu em 1998, depois de três anos de batalha intensa contra um câncer de mama. Durante seu tratamento, Linda seguiu na ativa na luta pelo direito dos animais e se recusava a tomar qualquer remédio que tivesse sido testado em cobaias de laboratório. Além de lutar pelos direitos dos animais, Linda escreveu diversos livros de culinária com receitas vegetarianas, uma das suas grandes paixões em vida.

Trabalho com Paul

Além de contar com a colaboração de Sir Paul em todos os aspectos de sua carreira, foi Linda quem dividiu com o Beatle alguns dos momentos mais brilhantes de sua carreira sem os cabeludos de Liverpool. Ela foi integrante efetiva dos Wings, banda comandada por Paul, entre 1971 e 1979, período em que gravou com o grupo os discos Wild Life (1971), Red Rose Speedway (1973), Band on the Run (1973), Venus and Mars (1975), Wings at the Speed of Sound (1976), London Town (1978) e Back to the Egg (1979).

Além disso, Linda participou das gravações de sete álbuns solo de Paul McCartney entre 70 e 97, incluindo McCartney, o primeiro disco de Paul depois de deixar os Beatles. Isso sem contar o cultuado Ram (1971), gravado ao lado de seu marido e creditado a Paul & Linda McCartney. O disco é em grande parte acústico e de temática escapista, cantando as maravilhas do campo e a beleza em fugir da cidade. 

Logo após a sua morte, em 1998, foi lançado seu único disco como artista solo. Wide Prairie compilou os melhores momentos da carreira musical de Linda e conta com músicas dos Wings (Cook of the House e a faixa-título), além de covers de The Coasters (Poison Ivy) e das McGuire Sisters (Sugartime). O disco saiu em outubro daquele ano e conta com faixas produzidas pelo lendário Lee "Scratch" Perry, o alquimista do dub jamaicano.

Logo abaixo você vê uma galeria especial com algumas das fotos mais legais de toda a carreira de Linda McCartney.

Vai lá: www.lindamccartney.com