Irrigando com saber

Nascido no interior do Pernambuco, Abdalaziz Moura, 73, encontrou muito cedo seu caminho, pela teologia da libertação. Como seminarista, aprendeu a se indignar diante da injustiça social e teve oportunidade de estudar teologia em Roma e Genebra. De volta ao Brasil, nos anos 70, encontrou sua região assolada pela ditadura e pela seca. Pesquisando meios de ajudar a população do semiárido, encontrou uma solução nos escritos de Paulo Freire e nos princípios da sustentabilidade – foi o primeiro a levar o conceito de orgânicos a agricultores nordestinos, em 1987. Costurando os conhecimentos adquiridos, criou uma metodologia de ensino, hoje internacionalmente premiada, que envolve os locais no aprendizado, valoriza seus saberes e necessidades, e assim aprofunda o senso de comunidade, conferindo autonomia ao morador do semiárido brasileiro, o que reduz o êxodo rural. Para aplicar sua metodologia, criou em 1989 o Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta), que, por meio de ações próprias e parcerias com o sistema público de educação e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), já se espalhou para 59 cidades, com aproximadamente 130 mil estudantes, 5 mil professores e 320 famílias envolvidas. O Serta também oferece cursos extracurriculares e formação de agentes comunitários, além de envolver famílias de produtores rurais nos projetos de aperfeiçoamento.

Patrocínio

Copatrocínio

Apoio