Revista Trip

Blog Blog da Redação

Um cafezinho pra começar

18.02.2008 | 13:51 | por Eva Uviedo
Por Zé Garcez* | Fotos Hernan Muttoni

Colonizado inicialmente pelos espanhóis e posteriormente pelos ingleses, este arquipélago foi fundado em 1826 por imigrantes trazidos da Jamaica para trabalhar nas plantações de banana, quando recebeu o nome de Bocas Del Toro.

Localizado na região nordeste do Panamá, a 60 kms da fronteira com a Costa Rica, Bocas é composto por 6 grandes ilhas, onde destaca-se a ilha Colón - pois é ali que fica a vila - e também Bastimientos pela beleza de suas praias, muitas ainda virgens. Em todas as ilhas a natureza está muito preservada e é possível observar pássaros de diversas espécies, além de toda a diversidade contida na chamada “rain forest”, muito similar em beleza e importância ecológica à nossa Mata Atlântica.

O fundo do mar de Bocas é um capítulo à parte. Cercado de corais por todos os lados a prática de mergulho pode ser feito em profundidades que variam de 20 a 60 mts, com uma visibilidade que pode passar dos 30 metros.

No arquipélago rolam ondas perfeitas que quebram sobre o fundo de coral, em sua grande maioria acessível apenas por barco. Destacam-se aí Carenero, um reef break longo e tubular que quebra ao lado de um costão, e Punch, quebrando tanto pra direita quanto pra esquerda, em frente a uma pequena praia da Isla Colón, sendo uma onda mais manobrável e com acesso também por terra. Além de Bluff, poderoso beach break e Dump.

Existem várias opções para se hospedar em Bocas, a maior parte na Isla Colón, pois é lá que se localizam todos os serviços. Pra quem quer um pouco mais de sossego e contato com a natureza, o ideal é se hospedar em Carenero ou Bastimientos. A culinária local é composta basicamente de peixes e frutos do mar, acompanhados com o famoso arroz com côco, muito apreciado entre os nativos e encanta os turistas. Pra quem quer ainda aproveitar a curtição de Bocas Del Toro, o Barco Undido na Isla Colón e o Aqualouge em Carenero ficam à beira mar e lá você pode conhecer gente do mundo todo.


* Zé Garcez é surfista, advogado, cinegrafista, mergulhador e músico, e em 2006 cruzou toda a América Central a bordo de um jipe pelo projeto Mexicombrasil

+ comentários

A Trip se reserva o direito de excluir comentários ofensivos

Deseja comentar?

 usuário Trip



» Esqueci minha senha

» Conheça as vantagens de ser cadastrado

» Cadastre-se na Trip para obter uma conta gratuita

 convidado

Por Redação da Trip

Nossa equipe solta o verbo

+
Rss

/arquivo

/Revista Tpm

Edição 149
Tpm #149